Irlanda tira moradores da rua e os transforma em guias turísticos

Muitos deles ficaram desabrigados depois que uma crise imobiliária assolou o país

Alguns países europeus dão exemplo quando o assunto é transformar realidades. Na Irlanda, por exemplo, uma ótima ideia foi aplicada ao oferecer o trabalho de guias turísticos para os moradores de rua de suas cidades.

O projeto foi criado por Tom Austin, um estudante de graduação do Trinity College, que se inspirou em excursões temáticas de pessoas sem-teto, em Manchester, Londres, Viena e outras cidades. A ideia é fazer com que os desabrigados possam obter uma fonte adicional de renda e com seu conhecimento sobre a cidade consigam efetivamente se reintegrar à sociedade.

Com os co-fundadores da ideia, Pierce Dargan e Gareth Downey, Tom conseguiu o apoio da Dublin Simon Community, uma organização sem fins lucrativos, e recrutou Derek McGuire para ser o primeiro guia do plano, que deve se expandir com mais guias cobrindo outras partes da capital.

A turnê, que começou no mês passado, é a mais recente evidência de uma crise imobiliária em todo o país que inflou os aluguéis, cresceu a população de rua para 10.000 e causou uma reação política.

A rota de 1,3 km inclui áreas onde Derek McGuire costumava dormir por dois anos, depois de perder sua casa em 2014 e passar por cinco abrigos para sem-teto. O passeio dura 90 minutos e custa 10 euros, cerca de 50 reais.

Derek McGuire dá dicas sobre como se manter seguro, esconder bens e se misturar com a multidão.

Uma ótima ideia!

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS