I have a dream

Não basta alimentarmos sonhos, se não tivermos coragem e ousadia para realizá-los

No dia 28 de agosto de 1963, Martin Luther King Jr., discursou para aproximadamente 250 mil pessoas, nos degraus do Lincoln Memorial, em Washington, sobre o sonho de ver uma sociedade em que todos fossem iguais sem distinção de cor e raça.

King, nascido na Geórgia, era negro, foi pastor protestante e ativista político estadunidense. Ele foi líder do movimento pelos direitos civis nos EUA.

Durante a Marcha sobre Washington, King, liderara o boicote aos ônibus após o caso Rosa Parks e, a partir de então, foi o protagonista na luta a favor dos negros americanos. Foi nesse momento que ele fez o seu mais célebre discurso, intitulado “Eu tenho um sonho”.

Quais são os seus sonhos? O que você gostaria de realizar até o final deste ano? Quais são as suas perspectivas sobre o futuro?

Na história verídica de Martin Luther King Jr., o sonho dele e de muitos cidadãos americanos, na época, era a efetivação e a preservação de um estado livre, justo e sem quaisquer tipos de discriminações.

O sonho virou realidade

Hoje, abertamente, exceto alguns ínfimos casos isolados, não vimos mais a exacerbada discriminação e racismo, que outrora haviam.

E você, pelo que tem lutado? Precisamos ter propósitos na vida se quisermos ser pessoas melhores e mais felizes. Quem sabe o seu sonho seja ser aprovado em um concurso público, ou terminar a sua faculdade, que há anos, vem protelando, ou ainda, construir uma nova família.

Na nossa vida, assim como na história da humanidade, ela é cíclica, ou seja, os fatos já ocorridos no passado, muitas vezes estão a nossa frente novamente para que possamos ter o autocontrole e sabedoria para solucioná-los de forma mais assertiva.

Todos temos perspectivas de uma sociedade melhor e mais justa. Do ponto de vista coletivo, a Constituição Federal do Brasil, prescreve em seu artigo art. 3°: “I – construir uma sociedade livre, justa e solidária; […] IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”.

Pense comigo, os objetivos não podem ficar adstritos ao cenário pessoal, ele deve ir muito além, para que você possa ser completo, é indispensável que se lance sonhos em todas as áreas da sua vida, seja na vida financeira, familiar ou profissional.

I have a dream. Qual é o seu sonho? King, lutou, batalhou e o sonho foi realizado. No seu discurso ele foi enfático: “Cem anos atrás um grande americano, em cuja sombra simbólica nos encontramos hoje, assinou a Proclamação da Emancipação (dos escravos). Este decreto momentoso chegou como grande farol de esperança para milhões de escravos negros queimados nas chamas da injustiça abrasadora. Chegou como o raiar de um dia de alegria, pondo fim à longa noite de cativeiro. Mas, cem anos mais tarde, o negro ainda não está livre. Cem anos mais tarde, a vida do negro ainda é duramente tolhida pelas algemas da segregação e os grilhões da discriminação. Cem anos mais tarde, o negro habita numa ilha solitária de pobreza, em meio ao vasto oceano de prosperidade material. Cem anos mais tarde, o negro continua a mofar nos cantos da sociedade americana e se encontra exilado em sua própria terra. Então viemos aqui hoje para dramatizar uma situação hedionda”.

Vá além

E você, está esperando que os “milagres caiam do céu”? Da mesma forma, não basta apenas sonhar e planejar, é necessário lutar, perseguir e persistir nos seus sonhos todos os dias. Mesmo em nossas lutas existências, psicológicas, emocionais, isto é, as nossas lutas silenciosas, devem estar contempladas em nossos sonhos, para que possamos ser livres.

I have a dream? Assim como no passado, nos embates criados por King, e que teve resultados satisfatórios, nós podemos sonhar, planejar, lutar, persistir, unir e ter fé em favor dos nossos sonhos pessoais e coletivos.

Que as palavras de esperança de Martin Luther King Jr., possa, ser a nossa hoje: “Com esta fé poderemos talhar da montanha do desespero uma pedra de esperança. Com esta fé poderemos transformar os acordes dissonantes de nossa nação numa bela sinfonia de fraternidade. Com esta fé podemos trabalhar juntos, orar juntos, lutar juntos, ir à cadeia juntos, defender a liberdade juntos, conscientes de que seremos livres um dia”.

Realizar sonhos, é como romper as correntes das dificuldades, desesperanças e máculas. Que possamos, assim como King, reverberar gratidão, pela conquista dos nossos sonhos, nas palavras: “Graças a Deus Todo Poderoso, somos livres, finalmente”.

_________________________________________

Francisney Liberato Batista Siqueira é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, Palestrante Nacional, Professor, Coach, Mentor, Advogado e Contador. Autor dos Livros “Mude sua vida em 50 dias” e “Como falar em público com eficiência”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVenenos de vespa e escorpião podem auxiliar tratamento de tuberculose
Próximo artigoPadrão para terceirizados

O LIVRE ADS