Família, escolaridade, idade: qual o perfil do jovem delinquente em MT?

O defensor público Alysson Costa Ourives trabalha com esse público e conhece a fundo a realidade dessa juventude

Até a última sexta-feira, 59 adolescentes – todos eles do sexo masculino – estavam sob custódia do Estado no Centro Socioeducativo de Cuiabá. Desse total, 40 já no sistema definitivo de detenção. Meninas, eram cinco, todas vindas do interior.

Os números foram repassados pelo defensor público Alysson Costa Ourives, que atua na Vara da Infância e Juventude da Capital e trata de processos envolvendo jovens delinquentes.

Segundo ele, a média de idade varia com o gênero. Para eles, é de 14 anos. Para elas, entre 15 e 16.

A escolaridade não passa do nono ano do ensino fundamental. E, em casa, geralmente a situação é complicada. As famílias são, em sua maioria, desestruturadas e a ausência de uma figura paterna é quase uma regra.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui