Conversas musicais – Estação Sé, Caê Rolfsen

Foto: Agência Brasil/EBC/Reprodução

Para quem já esteve em São Paulo, sabe que a Estação da Sé é uma das mais movimentadas estações de metrô da cidade. Principalmente, no horário de pico.

Certa vez, eu tive a experiência de estar lá no final do expediente em um dia de semana. Na ocasião, eu estava indo para o aeroporto de Guarulhos. Ingenuamente, eu fiz um “cálculo cuiabano” do tempo que levaria até o meu destino e acabei perdendo o meu voo. De fato, eu estava longe de conhecer São Paulo.

Dizem que uma das melhores formas de se localizar é através de um mapa. No meu caso, esse mapa foi um disco chamado “Estação Sé”, do compositor Caê Rolfsen.

Esse álbum chegou para mim como um presente tardio. Muitos amigos estavam comentando sobre, mas eu estava relutante em ouvir. Até que, em uma viagem, meu querido amigo João Reis, fez esse favor. Ficaríamos dentro de um ônibus por algum tempo, então, ele me passou o seu fone e disse: “Marco, ouça isso. Eu sei que você vai gostar”.

Achei curiosa a sua confiança. Então, apertei o play!

Tive que ouvir várias vezes para conseguir captar todos os detalhes, mas foi amor à primeira vista. Os arranjos, a instrumentação, interpretação e letras – foi um momento marcante, como o João sabia que seria.

Voltando a São Paulo, esse disco então, era o meu mapa, que eu usava quase diariamente.

Mas, por que era o meu mapa?

Na minha visão, esse disco conta histórias da cidade através das letras e das suas melodias. As músicas contavam para mim, como aquela imensa cidade funcionava, ou pelo menos dava um vislumbre disso. Foi também uma espécie de trilha sonora que me conduzia pelas ruas e avenidas, becos e praças.

Passei dias muito difíceis por lá em 2013, mas teriam piores sem a “Estação Sé”.

Atualmente, as pessoas tendem as escutar músicas soltas de vários discos. Mas, recomendo que ao escutar esse em questão, você escute do começo ao fim – porque há uma história sendo contada. E se possível, escute de fone.

 

Marco Túlio é músico, publicitário e professor. Seu instagram é @omarco.tulio

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPara Rodrigo Maia, impeachment de Bolsonaro não é viável
Próximo artigoInvestigado por assédio sexual, presidente do Indea-MT pede demissão