A importância de investir na comunicação do seu negócio

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Cada vez mais notamos a importância em destinarmos parte dos recursos financeiros de uma organização para que ela se comunique. Manter-se presente na memória dos consumidores, assim como alcançar as metas de vendas de um varejista, por exemplo, passam, necessariamente pela divulgação de informações a respeito da marca, seus produtos, valores e vantagens.
Como já dizia o publicitário e uma das 100 pessoas mais influentes do século XX, Leo Burnett “Eu aprendi que você não pode fazer uma boa propaganda sem um bom cliente. Que você não pode manter um bom cliente sem uma boa propaganda. E nenhum cliente jamais comprará propaganda melhor do que a que ele imagina ou deseja”.
Com base nisso, é fundamental entender a necessidade do seu cliente e qual mensagem ele deseja enviar ao seu target, possibilitando que ela chegue de forma clara ao consumidor final. Mas do que adianta ter uma campanha publicitária encantadora se o seu planejamento estratégico não souber como trabalhar, eficazmente, o budget do cliente?

Pra mim ficou claro, logo no início da faculdade – quando resolvi sair da redação e “experimentar” o departamento de mídia e produção, que precisaria aprender, com dados fornecidos através de pesquisas, quais eram os melhores meios de comunicação para investir o valor financeiro disposto pelo cliente e que eu deveria saber “gastar o seu dinheiro como se fosse meu, negociando valores e inserções nos melhores veículos de comunicação, sempre lembrando da programação de acordo com seu público alvo”. Diante de minha experiência, não houve nada mais satisfatório do que o cliente em menos de dois dias bater suas metas de venda, e que com falsa modéstia – confesso, o valor estava na casa dos sete dígitos.
Nos dias atuais, é incoerente pensar que seu negócio não precisa de ajuda para alavancar vendas, presença de marca, gerar empatia e que somente o tradicional boca a boca fará todo o serviço. É preciso sim, sair da caixinha e colocar o “rosto na rua”.

E mais ainda: é preciso se mostrar verdadeiramente. As relações de consumo requerem, mais do que nunca, transparência e honestidade. Neste mundo de pandemia, o novo normal traz, essencialmente, aquilo que aprendemos com nossos ancestrais: é preciso honrar aquilo que se fala.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApoio dos clientes é indispensável para manutenção dos serviços essenciais de saneamento
Próximo artigoMulher sofre estupro, foge nua, reconhece chaveiro na mão de estuprador e o faz ser preso

O LIVRE ADS