2019 foi o segundo mais quente do mundo, afirma serviço de mudanças climáticas

As temperaturas ficaram 0,6 °C mais altas e só 2016 foi pior que isso. Você concorda?

(Foto: Reprodução)

Em 2019, não só os cuiabanos passaram muito calor. O ano passado foi o segundo mais quente da história. A afirmação é do Serviço de Mudanças Climáticas da União Europeia, que aponta que só 2016 foi pior.

E para os europeus, nem 2016 ganhou do ano passado. Considerando o mundo todo, o levantamento sustenta que a segunda década do século 21 – que teve início no ano 2001 –  foi a mais quente de todas.

“Os últimos cinco anos foram os mais quentes já registrados”, afirmou Jean-Noel Thepaut, diretor do centro Copernicus.

Num geral, as temperaturas em 2019 ficaram 0,6 °C mais quentes que a média de 1981 a 2010. E a temperatura da Terra, nos últimos cinco anos, aumentou entre 1,1°C e 1,2°C, se considerados os registros do período pré-industrial (de 1760 a 1820).

O aumento da temperatura acontece um ano depois que as Nações Unidas afirmaram que as emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa precisavam cair cerca de 7,6% a cada ano até 2030. Isso para limitar o aumento das temperaturas em 1,5°C.

(Com informações da Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAmarrada e estuprada pelo padrasto, criança diz estar “cansada disso tudo”
Próximo artigoMauro passa por cirurgia