15 anos sem Dante de Oliveira

O estadista e líder das Diretas Já partiu precocemente aos 54 anos em 2006

(Foto: Reproduçã)

Na última terça-feira (6) a morte do ex-governador e líder das “Diretas Já” Dante de Oliveira completou 15 anos. O político ainda é lembrado como um dos maiores governadores da história de Mato Grosso.

Dante morreu em 2006, aos 54 anos, após passar mal em casa e ser internado com pneumonia. O político tinha fama de não gozar de boa saúde, mas sua morte precoce pegou muitos de surpresa e abalou o cenário político na época.

Trajetória política

O ex-governador entrou na vida pública em 1979, após se eleger para deputado estadual na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Em 1983 foi eleito deputado federal e no ano seguinte atuou como ministro da Reforma e do Desenvolvimento Agrário do governo de José Sarney.

Mais tarde foi prefeito de Cuiabá por duas vezes e se elegeu governador em 1995, ficando no cargo até 2002.

Falecimento

Em 2006, aos 54 anos, no dia 6 de julho, Dante morreu em decorrência de uma pneumonia agravada pela diabetes, doença que lutou por anos.

Na ocasião de sua morte, Dante se planejava disputar mais uma eleição, dessa vez à Câmara dos Deputados, mas morreu antes de começar a campanha.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuadro de saúde de José Serra apresenta melhoras
Próximo artigoWellington quer André Mendonça no STF