Vereador Marcos Paccola mata agente do Pomeri em Cuiabá

Assessoria afirma que vereador agiu em defesa de uma mulher e de si próprio

(Foto: Ednilson Aguiar / O Livre)

O vereador Marcos Eduardo Ticianel Paccola, 37 anos, mais conhecido como tenente-coronel Paccola, matou a tiros um agente socioeducativo do Complexo Pomeri na noite desta sexta-feira (1º).

O agente foi identificado como Alexandre Miyagawa, 41 anos. Ele assumiu o cargo no Pomeri em fevereiro de 2021.

A assessoria do vereador afirmou que o vereador teria chegado ao local do crime, próximo ao Restaurante Choppão, no Centro de Cuiabá, e encontrado Alexandre apontando uma arma para uma mulher, que o acompanhava.

Paccola teria dado ordem para que Alexandre soltasse a mulher, mas, ao invés de obedecer, ele teria reagido e atirado contra o vereador.

Em resposta, o tenente-coronel teria atirado contra o agente socioeducativo, que morreu ainda no local. A mulher que acompanhava não sofreu ferimentos.

O vereador foi encaminhado para a delegacia e ainda não se pronunciou.

Outra versão

Uma segunda versão do caso circula pelas redes. Nesta, o casal estaria em um veículo em alta velocidade e teria colidido em alguns veículos.

Testemunhas teriam se aproximado e o agente socioeducativo já teria descido do carro com a arma na mão, ameaçando as testemunhas que estavam ao redor dele.

O vereador Paccola passava pelo local e falou com o agente, que teria ido para cima do tenente-coronel, que, nesse momento, teria atirado.

A Polícia Militar ainda não se pronunciou sobre o caso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTJMT inaugura novo Fórum de Várzea Grande com mais espaço que o necessário
Próximo artigoHomem é condenado a 14 anos por tentar matar ex-companheira queimada