Vai trocar de carro? Listamos 5 vantagens de procurar um feirão de veículos

Nesta sexta-feira (25), quem estiver em Cuiabá vai ter uma oportunidade de fazer negócio

Trânsito de Cuiabá: eficiência só na hora de multar os motoristas (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Nesta sexta-feira (25/09), das 11h às 19h, acontece o 1º Feirão de Carros do Sócio Indústria. Vai ser no estacionamento da Fiemt, em Cuiabá, em parceria com o Sicredi.

O feirão de veículos uma das formas mais populares no mercado de se comprar ou vender um carro.

Para quem está em busca de um modelo novo, além da grande variedade num só lugar, o preço é diferenciado. Mas nós listamos 5 outros bons motivos para você participar de um.

1. Credibilidade

Segurança é um ponto chave na compra de um veículo. Então, busque saber sobre quem está organizando o evento, o preço dos veículos anteriormente e também o preço de tabela.

2. Variedade

O contato com os veículos no feirão facilita a pesquisa e a negociação. O carro é visto ao vivo e você tem a percepção real do que vai comprar: o reflexo da cor, o estado dos pneus e a conservação de modo geral. E isso com muita variedade disponível.

3. Informação

Você consegue conversar com quem está vendendo o carro, sanar dúvidas e checar a procedência.

4. Melhores negociações

Também é possível simular e financiar na hora o carro escolhido, geralmente, com crédito facilitado, boas taxas e preço abaixo da tabela.

5. Avaliações

Quem vai na intenção de trocar o carro antigo por um novo pode fazer a avalição com um profissional da área na hora e chegar ao valor de mercado do automóvel, o que costuma ser mais complicado quando a venda é feita sem intermediários.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT vai receber R$ 10,6 milhões para comprar alimentos da agricultura familiar
Próximo artigoETA Sul passa por reparos e bairros de Cuiabá podem ficar sem água; confira quais