Vacina contra a covid: ex-secretário de Juína terá que pagar R$ 18 mil por promover fura-fila

Ele passou na frente de idosos, servidores públicos que não atuavam na linha de frente contra a pandemia

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Em Juína (740 Km de Cuiabá), o ex-secretário de Saúde, José Márcio de Arruda Sá, firmou Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público de Mato Grosso comprometendo-se a pagar R$ 18 mil por ter descumprido o Plano Nacional de Imunização contra a covid-19.

De acordo com o MP, servidores públicos que não atuavam na linha de frente contra a pandmeia se vacinaram antes do grupo prioritário dos idosos.

Os valores serão repassados em 18 parcelas mensais de R$ 1 mil e serão depositados em uma conta municipal destinada ao enfrentamento à pandemia.

“A imunização irregular violou não só a legalidade, mas ainda foi imoral ao sobrepor servidores que não atuavam na linha de frente à covid-19 em prejuízo dos idosos, que são grupos prioritários, sobretudo pela notória escassez de vacinas que torna cada dose crucial para os mais necessitados”, afirmou o promotor de Justiça Marcelo Linhares.

Segundo ele, a Promotoria de Justiça chegou a expedir notificação recomendatória ao Município alertando sobre a irregularidade e externando repúdio à imunização de servidores administrativos na frente dos idosos, mas a fiscalização e controle dos serviços de saúde não foram efetivados.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeito Emanuel Pinheiro diz que irá recorrer de medidas judiciais
Próximo artigoPolícia Civil e PRF apreendem 3,1 toneladas de defensivos contrabandeados em Rondonópolis