Sesi Papa: polo de vacinação será reaberto nesta quinta-feira

Local de imunização contra a covid-19 passou por reparos, mas população ainda buscou aplicação das vacinas no ponto fechado

(Foto: Natália Araújo / O LIVRE)

Após ficar um dia todo fechado, o Sesi Papa, em Cuiabá, volta à ativa nesta quinta-feira (16). A suspensão das atividades de imunização foi necessária para fazer os reparos no local, danificado pela ventania e rápida chuva ocorridas na terça-feira (14).

Muitas pessoas foram até o local na tentativa de serem vacinadas. O investidor financeiro Kleber Monteiro de Oliveira, de 25 anos, estava com a primeira dose marcada para terça-feira, às 15h. Faltando 5 minutos para o horário indicado, o jovem recebeu uma mensagem de  texto no celular informando que deveria buscar uma unidade de saúde, no próximo dia útil, para se imunizar.

O rapaz foi até o Sesi Papa nessa quarta-feira e encontrou os portões completamente fechados. Um homem que se identificou como um dos coordenadores do polo de vacinação, orientou o rapaz a retornar na quinta-feira (16).

“Hoje fechamos para a manutenção, para arrumar uma parte da estrutura que caiu, mas amanhã estará tudo normalizado”, disse o funcionário. Inclusive, essa rotina se repetiu durante todo o dia, tanto pela manhã quanto à tarde.

Vento e chuva causaram estragos no Sesi Papa (Foto: Divulgação / SMS)

A Secretaria Municipal de Saúde pontua que divulgou a informação do fechamento junto com uma recomendação para a população procurar o polo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) ou alguma das 14 unidades básicas de saúde que oferecem o serviço de vacinação.

A Pasta afirma que está em diálogo com a Defesa Civil municipal, que está fazendo o monitoramento do clima para enviar qualquer alerta, caso seja necessário.

Imprevisível

Diretor de Proteção e Defesa Civil de Cuiabá, José Pedro Ferraz Zanetti comenta que esse monitoramento é difícil porque as ocorrências como a desta semana são resultado do momento de transição do período de estiagem para o início das chuvas.

“É típico dessa época do ano. Não tinha alerta de ventos fortes e a chuva prevista era mínima, até que vimos o que aconteceu”, pontua.

Todavia, Zanetti reforça que a Pasta está em acompanhamento do clima e assim que alguma alteração ou risco for identificado, a SMS será alertada.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia Civil cumpre 48 mandados em operação contra organização criminosa em MT
Próximo artigoCom taxa de ocupação em 51%, SES suspende cofinanciamento de leitos de UTI covid-19