Mato Grosso registra o terceiro maior volume da história de produção de carne

O volume alcançado só não foi maior por conta da greve dos caminhoneiros, ocorrida em maio

Foto: Assessoria Nelore MT

A produção de carne brasileira no primeiro semestre deste ano somou 3,78 milhões de toneladas, um aumento de 4,15% se comparado com o mesmo período do ano anterior. Nesse período, Mato Grosso aumentou sua participação em 8,61% na produção nacional, somando 613,12 mil toneladas. Esse é  terceiro maior volume já registrado, tanto no Estado, quanto no país.

O volume é significativo, uma vez que a greve dos caminhoneiros comprometeu a produtividade do setor. Alguns frigoríficos chegaram a parar por completo as atividades durante o movimento grevista, conforme registrou o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Diante desse cenário, o relatório acrescenta que a pressão nas cotações do boi gordo, ocorridas no primeiro semestre, é compreensível, uma vez que “a oferta passa por um processo de expansão, enquanto a demanda interna não conseguiu acompanhar esse crescimento e, com isso, os preços foram pressionados”, explica o periódico.

Preço do boi gordo

Com a seca apertando no Estado, o boi gordo tem demonstrado consecutivas altas em suas cotações. Na última semana, houve leve aumento de 0,34%, chegando a R$ 130,72 a arroba.

Ainda segundo o Imea, com a melhora no preço do boi gordo as negociações de bezerro aumentaram, apresentando avanço de 0,27% no preço, fechando a R$ 1.187,91 por cabeça.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIBGE: Brasil tem 9,85 milhões de hectares de florestas plantadas
Próximo artigoTributo oficial ao “Rei do Pop” na America Latina retorna a Cuiabá em novembro

O LIVRE ADS