Governo corre o risco de ter que pagar nova parcela de empréstimo dolarizado

Paulo Guedes deu o efeito suspensivo, pedido está na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, vai para a Casa Civil e precisa passar dois duas votações no Senado

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O prazo é curto e o governo de Mato Grosso corre contra o tempo para conseguir o aval da União ao empréstimo dolarizado que busca com o Banco Mundial, para quitar a dívida com o Bank of America.

O pedido já saiu das mãos do ministro da Economia Paulo Guedes e tramita na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Em seguida, o pedido vai para a Casa Civil, comandada por Ônix Lorezoni (DEM-RS), que encaminha o pedido de autorização ao Senado.

No Senado, o empréstimo precisa ser lido em plenário, vai para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde será analisado pelos senadores, depois será apreciado no plenário. Só depois de tudo isso o governo conseguirá assinar o contrato com o banco.

Apesar de ter esperança da rápida autorização, o governador Mauro Mendes já tem um “plano b” e não descartou a possibilidade de pegar o dinheiro do caixa do Estado e pagar a parcela da dívida dolarizada com o Bank of America em 10 de setembro.

Mês a mês o governo tem feito uma reserva de dinheiro para pagar o 13º dos servidores em dezembro. Questionado sobre o uso dos recursos, Mauro destacou que o dinheiro que entra vai para a Conta Única e que “não tem carimbo”.

Leia também

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Essa turma não tem predileção; eles roubam o que dá pra roubar”, diz delegado
Próximo artigoMato Grosso vai ampliar vacinação contra o sarampo em crianças de 6 meses a 1 ano

O LIVRE ADS