Flamínio deixa o Indea

Ex-assessor parlamentar na ALMT deixa presidência do Indea depois de apenas dois meses no cargo

Luiz Flamínio deixa presidência do Indea depois de 2 meses no cargo (Foto: Reprodução/ Facebook)

Há apenas dois meses à frente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Luiz Fernando da Silva Flamínio pediu exoneração do cargo de presidente.

O ato foi publicado no diário oficial que circula nesta quarta-feira (27).

Flamínio era assessor do deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM) – líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso – quando foi indicado para substituir o médico veterinário Tadeu Mocelin, que esteve na autarquia desde o começo do governo Mauro Mendes.

Em nota, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) – a qual o Indea está vinculado – esclareceu que Flamínio comunicou o secretário César Miranda na tarde desta terça-feira (26). Ele alegou motivos pessoais para sair da presidência.

“O secretário ainda está avaliando nomes para o cargo e não há data para uma nova nomeação”, pontua a Sedec.

O LIVRE tentou contato com Flamínio, mas não obteve respostas até o momento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDeputados aprovam “importação” de lixo; cooperativas mal reciclam o produzido em Cuiabá
Próximo artigoPostura no Computador

O LIVRE ADS