Falta de insumos, medicamentos e ‘kit intubação’ em Cuiabá será investigada

Denúncias apresentadas ao órgão, apontam estoques baixos ou zerados de medicamentos e equipamentos

Foto:(Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Ministério Público de Contas de Mato Grosso (MPC) pediu ao Tribunal de Contas que investigue os estoques de medicamentos e insumos para tratamento de covid-19, em unidades de saúde de Cuiabá.

Segundo denúncias apresentadas ao órgão, a unidade – que é referência em tratamento em Cuiabá – está com os estoques baixos e o grave risco de falta do ‘kit intubação’, no Hospital e Pronto Socorro Municipal.

Em um dos casos, pacientes internados nas UTIs do hospital estariam sem receber alimentação pela falta de sonda nasoenteral, item indispensável para a nutrição de pacientes intubados.

Além do Pronto Socorro, as denúncias apontam para a falta de medicamentos em outras unidades de saúde, como UPAs dos bairros Verdão, Pascoal Ramos e Morada do Ouro.

A reportagem procurou a prefeitura, que ainda não se posicionou sobre as denúncias. O espaço continua aberto para manifestação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid-19: 1,5 milhão de brasileiros estão com segunda dose atrasada
Próximo artigoOperação ‘Entre Amigos’: Gaeco investiga prefeito por susposta fraude em licitação