Baguncinha por R$ 1,99: promoção atrai mais de 3 mil pessoas para o CPA 1

Uma multidão foi até o Ginásio Verdinho em nome de uma paixão cuiabana e uma boa causa

O cuiabano leva a sério a paixão pelo bagunchinha. O proprietário do Deckão Lanches que o diga. Há 12 anos começou com um trailer e logo “estacionou” um ônibus adaptado consolidando o ponto – junto a outros trailers que ficam no entorno do Verdinho. Mas foi nesta quinta-feira (27) que ele viveu um dia histórico. E os vizinhos, por consequência, também.

Deckão Brito calcula que mais de 3 mil pessoas foram até lá, atraídas por uma promoção incrível: o baguncinha estava custando R$ 1,99. Teve gente que partiu da região do Cinturão Verde, zona rural de Cuiabá, e da Mário Andreazza, em Várzea Grande (Região Metropolitana), com destino ao CPA 1.

O empresário Hebert Vianna, 28, contou que recebeu mensagens sobre a promoção via WhatsApp e postagens no Facebook. “Vim do Grande Terceiro. Estamos aqui desde às 18h”. Detalhe: o ponteiro do relógio já marcava 22h. Vale a pena esperar? “Vale! A causa é nobre e o preço também. Pedimos logo 10 baguncinhas”, se divertiu contando.

Deckão idealizou a promoção para ajudar a Comunidade Terapêutica Tenda de Abraão, que atende cerca de 200 pessoas que estão em tratamento contra a dependência de álcool e outras drogas. E ele contou com parceiros.

“Vamos descontar as despesas e todo lucro será repassado. Essa foi só a primeira promoção. Estou programando outra para setembro e, dessa vez, penso em reverter os valores arrecadados para a Fundação Abrigo Bom Jesus”, adiantou.

Ele está otimista. “Não esperava por tanta gente, foi emocionante. O saldo foi positivo, pois foi mais elogio que reclamação”. Segundo ele, para a próxima, só será preciso reformular algumas regras. “A gente permitiu que cada pessoa comprasse até 5 lanches, mas eu avalio reduzir o número para dar oportunidade para mais pessoas da próxima vez”.

Esposa de Deckão, Áurea Martins disse que a remessa de pão teve de ser renovada algumas vezes durante a noite. “Até novas fichas tivemos que providenciar, tamanha a demanda. Fora as mesas e cadeiras: de 60, tivemos que ampliar para 120. Confesso que chegou uma hora que eu já estava até nervosa”, ela contou já aliviada.

Quando Áurea conseguiu dar atenção à reportagem do LIVRE, os pedidos já haviam sido suspensos. “Acabou tudo”.

E para quem pensa que os “bagunceiros” vizinhos saíram no prejuízo, vale ressaltar que eles, na verdade, celebraram a iniciativa. A equipe de um trailer menor, o Pedrão Lanches, finalizou o expediente pelo mesmo motivo que o Deckão. “Somos especializados em burger artesanal e esta foi a primeira vez que fechamos tendo vendido tudo”, comemorou Leonardo Paz.

O Deckão Lanches fica na av. Historiador Rubens de Mendonça, Ginásio Verdinho, CPA 1. Funciona das 19h à 0h.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCorregedor não vê ilegalidades em mensagens entre Deltan e Moro
Próximo artigoNos cinemas, Turma da Mônica traz nostalgia a quem cresceu lendo quadrinhos

O LIVRE ADS