Atrito à vista

Federação diz que Márcia Pinheiro está na reserva da disputa ao governo, estratégia que pode encerrar conversas com PP

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

A postura do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Neri Geller (PP), em condicionar a aliança com a federação PT, PV e PCdoB, à candidatura da primeira-dama Márcia Pinheiro (PV) como sua primeira suplente teve reação do grupo, que fez aparecer no horizonte uma divisão de caminhos. 

O presidente do diretório estadual do PT, deputado Valdir Barranco, disse que a exigência foi aceita, mas se não houver um nome ao governo para preencher a vaga, não há dúvida de que a candidatura vai ser entregue a Márcia. 

Sobre as alternativas, um lado diz ainda ter nomes que supram o capital político de catalisador de votos, dentro e fora da federação, enquanto o outro vê na primeira-dama a última cartada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPetrobras diminui em mais 15 centavos o valor do litro da gasolina
Próximo artigoOperação resgata 377 trabalhadores de condições análogas à escravidão