Academias e salões são considerados essenciais e devem voltar a funcionar em MT

Governo aceitou incluir salões de beleza e academias de ginásticas na lista de segmentos autorizados a trabalhar

Academias de atividades físicas vão ser declaradas um serviço essencial pelo governo de Mato Grosso. A informação foi divulgada nesta terça-feira (21) pela deputada estadual Janaína Riva (MDB). 

Segundo ela, o governador Mauro Mendes (DEM) concordou em incluir o segmento na lista de atividades autorizadas a atender o público durante as medidas restritivas de prevenção ao novo coronavírus.

A indicação também inclui os salões de beleza. 

A deputada apresentou uma indicação sugerindo ao governo que fosse adotado o decreto federal, que já prevê esses dois ramos econômicos como essenciais. 

O texto federal já serviu de base para a quarentena obrigatória em Cuiabá e Várzea Grande, mas tanto a Prefeitura de Cuiabá quanto o governo do Estado – no decreto que institui a classificação de risco das cidades – deixaram expresso que academias, salões de beleza e barbearias estavam excluídos da lista de atividades essenciais.

Decisão dos prefeitos? 

Em Cuiabá, as academias estão fechadas desde o fim de março. Elas não entraram na lista de atividades econômicas autorizadas pela Prefeitura a trabalhar no fim de abril.

Com a decisão do governador Mauro Mendes em atender o pedido da deputada Janaína Riva, resta a dúvida se será preciso ou não um aval também o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Desde o início da pandemia em Mato Grosso, o governo do Estado vem pontuando que apenas sugere medidas, mas que a decisão final tem que ser dos prefeitos. Segundo o governador, a ideia é respeitar as diferentes situações vividas no Estado, dado seu tamanho.

LEIA TAMBÉM

Janaína Riva, todavia, não foi a primeira a pedir que as academias fossem incluídas na lista de atividades essenciais. Na última terça-feira (14), o vereador por Cuiabá Vinicyus Hungueney (SD) apresentou um projeto de lei que pretendia exatamente isso. 

A proposta dele ainda não foi votada pela Câmara de Cuiabá, portanto, ainda não passou pelas mãos do prefeito Emanuel Pinheiro.  

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEspecificidades de utilização codigo promocional 1xBet
Próximo artigoImóvel financiado poderá ser usado como garantia de novo empréstimo