Prostituta é ameaçada de morte ao negar ter relação sem camisinha

O suspeito chegou a dizer que ela “não é ninguém no Brasil e poderia matá-la”

Uma garota de programa de 28 anos foi vítima de ameaças por parte de um cliente na manhã desta sexta-feira (11) – e um dos motivos foi ela ter se recusado a ter relação sem preservativo.

A Polícia Militar foi acionada pela vítima assim que ela conseguiu fugir do suspeito. Conforme o boletim de ocorrência, quando os policiais chegaram, a prostituta estava presa no quintal da casa, situada no Bairro Jardim Paulista, em Cuiabá.

Os policiais entraram no quintal e ela começou a relatar o que tinha acontecido. A vítima afirmou ser garota de programa e que tinha sido contratada pelo suspeito, de 32 anos, combinando que iriam para um motel.

Porém, eles ficaram na casa do suspeito, onde ela foi forçada a ir, sob a ameaça de que “ela não é ninguém no Brasil e poderia matá-la”, consta no boletim.

Com medo de ser agredida, a mulher simulou estar concordando com o suspeito, até que ele disse que queria ter relação sexual sem preservativo. A prostituta se recusou e disse que queria ir embora.

Nesse momento, o suspeito pegou uma faca e ficou agressivo, dizendo “você vai transar sem camisinha e eu não vou pagar nada”.

A mulher empurrou o suspeito, conseguiu pegar as chaves da mão dele, sair da casa, trancá-lo do lado de dentro e ligou para a polícia.

Assim que chegaram, os militares pediram que o suspeito se entregasse, mas ele não obedeceu, sendo necessário o uso de força e pedido de reforços da Rotam para algemá-lo.

A faca supostamente utilizada para ameaçar a garota de programa foi apreendida. O suspeito e a vítima foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Cuiabá. O boletim foi registrado como ameaça, sequestro e cárcere privado e desobediência.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProntos para a Copa da Rússia
Próximo artigoEstudante não paga ônibus e briga com motorista para na delegacia