Pantanal: Mendes diz que Sema tem tecnologia para identificar origem de incêndios

Imagens de satélite foram recuperadas e, segundo o governador, podem apontar se a causa foi acidental ou criminosa

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que a tecnologia de monitoramento da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) vai indicar o início dos focos de incêndio no Pantanal e medidas punitivas deverão ser aplicadas. 

Segundo ele, imagem de satélites foram recuperadas e estão sendo analisadas pela equipe de fiscalização. Elas poderão ajudar a identificar em que local e quando houve o início da série de focos de fogo, que consumiram mais de 185 mil hectares. 

“A secretaria tem tecnologia suficiente para identificar o que acontece minuto a minuto no Estado. Recuperamos nossas imagens e vamos saber como, onde e em que ponto começou [o incêndio]”, disse. 

Mendes e o ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobrevoaram nesta terça-feira (18) a região do Pantanal no município de Poconé (100 km de Cuiabá). Conforme Salles, foi possível enxergar “centenas de focos de incêndio” durante a viagem. 

(Foto: Mayke Toscano – SECOM/MT)

Punição aos culpados

Para o governador, a análise das imagens pode revelar a causa do incêndio e identificar se ele teve origem acidental ou criminal. Antes disso, nenhuma medida punitiva será tomada, segundo ele. 

“Nós não vamos penalizar indevidamente ninguém, mas responsabilizaremos aquele que por má-fé e conscientemente causou esses incêndios”, afirmou. 

O Pantanal mato-grossense tem cerca de 10 milhões de hectares. Segundo o governo, 5% dessa área foi atingida por incêndio neste ano e 70% dos focos foram controlados por brigadistas e bombeiros.

O trabalho de prevenção de Sema teria iniciado em março.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEscolas e universidades são dispensadas de cumprir 200 dias letivos
Próximo artigoPolicial reage a assalto, atinge bandido, mas ele e amigo também acabam baleados