Mãe atende chamado e encontra sua filha nua, trancada em quarto e dizendo ter sido estuprada

Ao ver que a jovem estava inconsciente, o dono da casa resolveu chamar a mãe dela, um amigo dele, porém, se trancou com a vítima em um quarto

Imagem ilustrativa (Foto: Reprodução)

Uma mãe de 58 anos viveu um momento de terror no início da madrugada desta terça-feira (13) ao atender uma ligação, receber um chamado para socorrer a filha, de 23 anos, e encontrá-la nua, trancada em um quarto com um rapaz e dizendo ter sido estuprada.

O caso aconteceu em uma casa no Bairro Goiabeiras, em Cuiabá, por volta de 0h.

A Polícia Militar foi acionada já no Hospital Jardim Cuiabá, na Capital, para onde a mãe levou a filha. No local, os policiais ouviram as duas.

Segundo relato da mãe, a filha saiu de casa por volta das 17 horas dessa segunda-feira (12) para ir a uma festa e, por volta das 23 horas, ela recebeu uma ligação de um rapaz de 19 anos, dizendo para ela buscar a filha dela na casa dele e que estava ligando somente para ajudar.

A mãe foi ao endereço indicado pelo rapaz imediatamente, mesmo sem saber o que estava acontecendo, e encontrou a filha trancada em um quarto com outro rapaz, também de 19 anos.

O jovem que havia ligado para a mãe da vítima ficou batendo na porta pedindo que o amigo abrisse a porta e dizendo que a mãe da vítima estava na casa. Somente após muita demora e insistência, o suspeito abriu a porta e saiu correndo.

Ao entrar no quarto, a mãe encontrou a filha sem roupa e dizendo que havia sido estuprada. Ela, no entanto, segundo relato da mãe, não estava totalmente consciente, pois aparentava estar sob efeito de entorpecentes ou embriagada.

A mãe vestiu a filha e a levou para o hospital, onde a jovem recebeu atendimento médico e ficou sob observação.

Perda de memória

Os policiais também falaram com a vítima, que disse ter ido a uma festa em um estabelecimento na Avenida Beira Rio, ingerido bebidas alcoólicas e não se lembrar de como chegou à casa do rapaz que chamou sua mãe.

Ela afirmou que só retornou à consciência quando já estava sendo estuprada.

Os policiais, então, pegaram o endereço do local em que tudo aconteceu com a mãe da vítima e foram até a casa, onde encontraram os dois jovens envolvidos no caso.

O rapaz que chamou a mãe da vítima disse que estava com o amigo em uma festa quando ambos conheceram a vítima. Ele afirmou que a jovem propôs ter relação sexual com os dois na casa dele e, assim, os três seguiram para a casa.

Ao chegar na residência, porém, ele viu que a jovem estava muito embriagada e resolveu ligar para a mãe dela buscá-la. Nesse momento, no entanto, a deixou com o amigo em um quarto. Ele alegou não saber dizer se houve, ou não, o estupro.

Já o suspeito, por sua vez, nega ter mantido relação sexual com a vítima.

Diante dos relatos, todos foram encaminhados para a delegacia – com exceção da jovem, que ficou sob cuidados médicos -, onde o caso foi registrado como estupro.

LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO que Gilberto Lopes Filho promete para ser eleito prefeito de Cuiabá?
Próximo artigoVencendo o vírus