Justiça mantém prisão de homem que atropelou e matou jovem em MT

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O juiz da 1ª Vara Criminal de Várzea Grande, Murilo Moura Mesquita, negou revogar a prisão preventiva do motorista Reginaldo dos Santos Alexandre, suspeito de atropelar e matar de forma consciente o jovem Pedro Felyx Barbosa Zampieri, de 19 anos. O acidente ainda deixou gravemente ferido o passageiro Júlio César da Silva Campos.

O crime ocorreu em 29 de novembro do ano passado na Avenida Filinto Müller, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá). A decisão foi dada no dia 10 deste mês.

Uma ação penal já foi aberta após denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) por homicídio qualificado por motivo fútil com a utilização de recurso que impossibilita a defesa da vítima, tentativa de homicídio e embriaguez ao volante

O magistrado rejeitou a tese da defesa, de que o acusado está submetido a constrangimento ilegal, pois, de acordo com o parágrafo segundo do artigo 316 do Código de Processo Penal, a prisão preventiva deve ser devidamente fundamentada a cada 90 dias, e não há elementos que justifiquem a detenção.

Também foi rejeitado o pedido de adoção de medidas cautelares,  como substituir a prisão preventiva pelo uso da tornozeleira eletrônica.

A audiência de instrução e julgamento que coletará provas para decidir se o acusado será ou não levado a júri popular foi marcada para o dia 16 de março, às 13h30m.

O crime

De acordo com as investigações da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), Reginaldo dos Santos Alexandre dirigia um veículo Fiat Siena aproximadamente às 17h do dia 29 de novembro de 2020 quando, supostamente alcoolizado, irritou-se com o motociclista Pedro Felyx Barbosa Zampieri, que havia acionado a buzina diante do excesso de velocidade do carro.

Nas proximidades de um motel da avenida, os veículos ficaram lado a lado, momento em que o suspeito jogou o carro – não se sabe se intencionalmente – para cima da motocicleta, causando o atropelamento e a queda dos dois ocupantes da moto.

A cena foi gravada por câmeras próximas ao estabelecimento.

O motorista fugiu do local e não prestou socorro. O motociclista e o passageiro foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG).

Ao entrar em um bairro de Várzea Grande, o motorista foi contido por populares e preso por policiais militares. De acordo com a Deletran, ele se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAztraZeneca liberada
Próximo artigo“Não podem fingir que não houve corrupção”, diz Barroso, em defesa da Lava Jato