Impacto da pandemia é maior para trabalhadores jovens, diz Ipea

Desemprego também afetou mais as pessoas com ensino médio incompleto

(Foto: Reprodução)

Os trabalhadores com idade entre 18 e 24 anos foram os mais prejudicados pela pandemia de covid-19. A taxa de desocupação subiu de 23,8%, no quarto trimestre de 2019, para 29,8% no mesmo período de 2020. O número corresponde a quase 4,1 milhões de jovens à procura de emprego.

Os dados constam da Carta de Conjuntura divulgada nesta quarta-feira (14) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

No recorte por escolaridade, o desemprego foi maior para os trabalhadores com ensino médio incompleto: alta de 18,5% para 23,7%, na mesma base de comparação. Em contrapartida, a ocupação dos que têm ensino superior continuou crescendo e houve alta de 4,7%.

A perspectiva para 2021 é de que, apesar da expectativa de aceleração da atividade econômica, as vagas geradas não devem ser suficientes para suprir o desemprego. Segundo o Ipea, a taxa de desocupação deve continuar elevada.

(Com Agência Brasil)

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPandemia: STF cassa liminar que obrigava quarentena em Cuiabá
Próximo artigoPrefeitura instala semi leitos em cadeia com presos e servidores com covid-19