Cuiabá bate recorde no Dia D contra sarampo e atribui ao medo do coronavírus

Mais de duas mil doses de vacina foram distribuídas em um único dia. Público alvo era formado por crianças e jovens

(Foto: Gustavo Duarte/ Prefeitura de Cuiabá)

Mais de duas mil crianças e jovens foram vacinados contra o sarampo neste sábado (15) em Cuiabá. O número foi considerado um recorde pela prefeitura, que organizou o “Dia D” nesta data.

No total, 95 pontos de vacinação funcionaram, tanto na região urbana, quanto na zona rural. Mais de três mil doses da vacina foram distribuídas.

O público alvo eram crianças e jovens com idade de 5 a 19 anos.

Diretora de Atenção Básica do município, Miriam Naschenveng disse que as equipes aproveitaram a oportunidade para lembrar pais e responsáveis sobre a necessidade de atualizar os cartões de vacina das crianças quanto a outras doenças como hepatite B, tétano, febre amarela e HPV.

“Já estimamos que mais de 3 mil doses foram aplicadas no sábado. Do total aproximado, mais de 2 mil delas foram de triplice viral, que além de proteger o organismo contra os vírus do Sarampo, também imuniza contra a Caxumba e Rubéola”, ela estimou, lembrando que o relatório final sobre a atividade ainda não foi concluído.

Efeito coronavírus

Responsável pelo setor de imunização da Secretaria de Saúde do Município, Sandra Horn acredita que o recorde de público no Dia D contra o Sarampo em Cuiabá pode ter relação com o medo da população de contrair o coronavírus.

Nos últimos anos, o SUS vem lutando contra informações falsas a respeito da vacinação no Brasil (Foto: Gustavo Duarte/ Prefeitura de Cuiabá)

Ela lembrou que a propagação de fake news têm feito as pessoas duvidarem do efeito das vacinas, por isso, o resultado obtido pelo município se faz ainda mais surpreendente.

“Embora acreditemos que esse fluxo esteja diretamente ligado ao medo do coronavírus, recebemos com alegria essa procura, porque ela significa mais proteção contra o Sarampo que, segundo o próprio ministro da Saúde, Luiz Mandetta, é mais contagioso e letal que o Coronavírus”.

LEIA TAMBÉM

Considerado erradicado no Brasil desde 2016, o sarampo voltou a ser notificado devido à baixa cobertura vacinal.

Os sintomas iniciais incluem febre alta, tosse, corrimento nasal e olhos inflamados. Dois ou três dias depois do início da doença, formam-se no interior da boca pequenos pontos brancos. E passados de três a cinco dias, aparecem manchas vermelhas geralmente na face e depois se espalhando pelo corpo.

Em cerca de 30% dos casos ocorrem complicações que podem incluir diarreia, cegueira, inflamação do cérebro e pneumonia.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDisney desenvolve remake live-action de Rapunzel
Próximo artigoFuncionária tem afundamento de crânio ao ficar presa em mesa de abate em frigorífico

O LIVRE ADS