Com recursos da Alemanha e Reino Unido, Mato Grosso aperta fiscalização contra desmatamentos

Novo sistema permite a detecção em tempo real de crimes ambientais

Foto de Tchelo Figueiredo/Secom MT

O Estado de Mato Grosso conta, a partir de agora, com um sistema de monitoramento de alta precisão e em tempo real do desmatamento. O Imagens Planet foi adquirido com recursos internacionais do programa REM, patrocinado pelo banco alemão KFW e o governo do Reino Unido.

O dinheiro veio depois das metas de redução do desmatamento ilegal apresentadas pelo Estado na COP 23 (Alemanha) [redução de 90%].

Conforme o governador Mauro Mendes (DEM), o sistema será capaz de detectar o desmatamento do tamanho de um terreno urbano, com alta precisão). Os recursos do programa são geridos pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

A empresa Santiago & Cintra Consultoria, que atua há 10 anos no setor, vai fazer o monitoramento. O processamento será com imagens de 100 satélites. Segundo a empresa, os dados são processados e já ficam disponíveis no dia seguinte para o governo.

Com o sistema o governo quer estreitar a parceria com o Ibama e a Funai. As imagens serão disponibilizadas à Dema, BEA, Comitê do Fogo, Ciopaer, Seaf, Empaer, BPMPA e Ministério Público.

O governador disse ainda que o Estado pretende fazer uma grande campanha de conscientização e alerta à população de que qualquer desmatamento ilegal feito no estado será detectado e punido.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSenado deve concluir votação da reforma da Previdência em 2 de outubro
Próximo artigoMostra coletiva na Lava Pés exibe esculturas e telas de artistas mato-grossenses

O LIVRE ADS