Com recursos da Alemanha e Reino Unido, Mato Grosso aperta fiscalização contra desmatamentos

Novo sistema permite a detecção em tempo real de crimes ambientais

Foto de Tchelo Figueiredo/Secom MT

O Estado de Mato Grosso conta, a partir de agora, com um sistema de monitoramento de alta precisão e em tempo real do desmatamento. O Imagens Planet foi adquirido com recursos internacionais do programa REM, patrocinado pelo banco alemão KFW e o governo do Reino Unido.

O dinheiro veio depois das metas de redução do desmatamento ilegal apresentadas pelo Estado na COP 23 (Alemanha) [redução de 90%].

Conforme o governador Mauro Mendes (DEM), o sistema será capaz de detectar o desmatamento do tamanho de um terreno urbano, com alta precisão). Os recursos do programa são geridos pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

A empresa Santiago & Cintra Consultoria, que atua há 10 anos no setor, vai fazer o monitoramento. O processamento será com imagens de 100 satélites. Segundo a empresa, os dados são processados e já ficam disponíveis no dia seguinte para o governo.

Com o sistema o governo quer estreitar a parceria com o Ibama e a Funai. As imagens serão disponibilizadas à Dema, BEA, Comitê do Fogo, Ciopaer, Seaf, Empaer, BPMPA e Ministério Público.

O governador disse ainda que o Estado pretende fazer uma grande campanha de conscientização e alerta à população de que qualquer desmatamento ilegal feito no estado será detectado e punido.