Cofundadora do movimento feminista Femen é encontrada morta na França

O corpo de Oksana Chatchko foi encontrado em seu apartamento em Paris; ela teria cometido suicídio

(Divulgação/FEMEN)

Oksana Shachko, uma das fundadoras do grupo feminista radical “Femen”, foi encontrada morta em seu apartamento em Paris, informou o movimento nesta terça-feira (24). Segundo informações do grupo, Oksana teria cometido suicídio em seu apartamento aos 31 anos de idade.

Ainda hoje de manhã, Anna Goutsol, outra cofundadora e liderança do movimento, confirmou a morte de Oskana em sua página pessoal no Facebook, sem dar detalhes.

“A mais corajosa (…) Oksana Chatchko nos deixou. Com seus amigos e sua família, estamos em luto, e esperamos a versão oficial da Polícia. Até o momento, o que sabemos é que (…) o corpo de Oksana foi encontrado em seu apartamento em Paris. Segundo seus amigos, ela deixou uma carta de suicídio”, escreveu na publicação.

Desde que foi fundado em Kiev na Ucrânia em 2008, o movimento Femen tem ganhado notoriedade na Europa por seus protestos realizados com nudez e vandalismo em locais públicos e instituições religiosas contra o turismo sexual, a homofobia, dentre outras pautas.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMãe denuncia erro médico após morte de recém-nascido no HGU; hospital nega
Próximo artigoNeymar fica fora da lista de finalistas ao prêmio de melhor do mundo da Fifa