Universitários de Cuiabá criam coleção de roupas para cadeirantes

Figurinos inéditos e com caimentos especialmente pensados estarão em uma passarela montada no Cine Teatro, nesta quinta-feira

A moda deve ser inclusiva e respeitar três princípios básicos: usabilidade, conforto e saúde. Esta tríade norteia o conteúdo da aula de Ergonomia, que integra a grade curricular da faculdade de Design de Moda da Unic.

Da teoria para a prática, os 47 estudantes do 1º, 2º e 3º semestre do curso finalizam os últimos detalhes de um desfile inclusivo, onde cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida, muitas vezes decorrentes de doenças como obesidade, diabetes, paralisia infantil e problemas de coluna, são as estrelas da passarela. O desfile será na quinta-feira (27), às 20h, no Cine Teatro Cuiabá.

“O conceito de moda está mudando. Hoje em dia a moda está sendo pensada de forma mais sustentável, voltada para um olhar mais humano. E a tendência para o futuro da profissão é essa: o profissional que não se adequar a essa realidade, com esse olhar mais humanizado, não terá tanto sucesso em sua carreira”, defendeu a aluna do 3º semestre do curso, Alana Althemeyer.

A diferença entre as roupas comuns e peças pensadas para estes consumidores estão justamente nos cortes, caimentos, cores e estampas que visam o conforto e as limitações de movimento. Modelos pensados até mesmo para pessoas daltônicas – que não conseguem distinguir cores – também fazem parte do projeto.

O desfile

Todas as atrações foram cuidadosamente pensadas para que o evento seja, de fato, inclusivo. A começar pela forma como será apresentado: uma roda de conversa destinada a idosos que vivem em um lar de amparo, localizado em Cuiabá. Afinal, falar em inclusão também é pensar neste público.

O Grupo de Teatro Porão apresenta uma peça teatral, seguido pela apresentação do ator Eduardo Butakka, com sua personagem de humor, “Penélope Pê”. O evento ainda terá apresentação musical com a Banda DeCopollas.

A entrada do evento será um produto de limpeza ou item de higiene pessoal. Toda a arrecadação do evento será doada a diversas instituições que atuam sem fins lucrativos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFoto de produtor rural exibindo atraso de plantio de milho viraliza na internet
Próximo artigoParceria para economia verde começa a sair do papel em Mato Grosso