Serra Ricardo Franco: futuro da reserva será definido por conselho consultivo

Criação é uma exigência do Ministério Público e grupo deve reunir orgãos de fiscalização, produtores rurais e deputados

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um conselho consultivo deve ser criado para encaminhar as discussões sobre o uso de terra na reserva ambiental da Serra Ricardo Franco. O grupo deve reunir representantes dos produtores rurais, órgãos públicos de fiscalização e deputados estaduais.

Segundo a deputada estadual Janaína Riva (MDB), o conselho é uma exigência do Ministério Público de Mato Grosso para abrir a hipótese de revisão do perímetro da reserva.

“Isso já era pra ter sido feito quando o parque foi instituído [em 1997] e não ocorreu. Também deverá ser realizada uma avaliação da área para se saber como a situação atual. Mas, o Ministério Público mostra boa vontade em revisar o parque”, disse.

LEIA TAMBÉM

Ministério Público, deputados e produtores rurais fizeram nesta quarta-feira (18) a primeira reunião para discutir a coordenação do parque.

(Foto: Reprodução)

O procurador de Justiça, Luiz Fachone, diz que o Conselho de consultas é uma obrigação do governo e ainda não efetivado por falta de políticas públicas. Por ele, devem passar itens que estão no bojo dos debates na Assembleia Legislativa, como indenização, revisão da área e a liberação de cerca 38 mil hectares onde produtores abriram.

“O Conselho está em decreto há décadas e o governo ainda efetivou porque não quis. A proposta que fizemos hoje para os deputados foi a mesma de nove anos atrás quando fizemos uma reunião sobre o mesmo assunto”, afirmou.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) é a responsável pela criação do conselho, a depender da autorização do governo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais frio por aí: Cuiabá pode ter recorde de temperaturas na noite desta quarta-feira
Próximo artigoCrianças e adolescentes são as maiores vítimas de violência sexual no Brasil, apontam levantamentos