Ranking de “inimigos”: prefeitura avalia expor empresas que não cumprem regras sanitárias

Até agora, Prefeitura de Várzea Grande já notificou mais de 1,1 mil estabelecimentos. Secretário diz que fechar tudo pode ser pior

(Foto: Prefeitura de VG)

A Prefeitura de Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) avalia a possibilidade de criar um ranking com os “inimigos” da cidade. Nele, seriam inseridos os nomes das empresas que insistem em desrespeitar as regras sanitárias necessárias para controlar a disseminação do novo coronavírus.

Quem afirma isso é o comandante da Guarda Municipal, Evandro Homero. Segundo ele, é grande o número de pessoas que não têm cumprido as regras.

Até agora, mais de 1,1 mil notificações recomendatórias já foram emitidas pelo Comitê de Enfrentamento ao novo coronavírus do município. Por conta disso, a fiscalização do comércio, bares, restaurantes e outras empresas passou a ser mais intensiva.

Para o secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes, aumentar a fiscalização é uma forma de conseguir o isolamento social, sem abrir mão do “equilíbrio” econômico.

“Não se faz saúde pública sem dinheiro, portanto, se a economia paralisar, logo ali na frente vai falta dinheiro para o enfrentamento da doença e as consequências serão ainda piores”. 

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVocê não vai passar vontade! Empresa cria “festa junina dentro da caixa”
Próximo artigoVocê sabe a diferença entre isolamento social e lockdown?