Queimadas: prefeitura vai usar drones para multar infratores

Município deu início ao combate às queimadas urbanas e pretende não aliviar para donos de terrenos baldios

(Foto: Suellen Pessetto/ O Livre)

Com a chegada da estiagem, a Prefeitura de Cuiabá pretende ser mais incisiva no combate às queimadas. Além da fiscalização presencial, que teve a capacidade dobrada, serão colocados drones, que auxiliarão na identificação dos lotes e, por consequência dos proprietários, para a aplicação de multas.

Segundo o diretor da Defesa Civil Municipal, José Pedro Ferraz Zanetti, alguns bairros da Capital já começaram a registrar o fogo ilegal. Entre eles, estão os da região do Coxipó, Ribeirão do Lipa, Despraiado e Colorado.

Cuiabá foi tomada pela fumaça no ano passado (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Apesar de estarem em diferentes pontos da cidade, todas as áreas tem em comum a grande quantidade de lotes vazios, muitos deles adquiridos por pessoas que visam a especulação imobiliária.

Zanetti disse que o interesse comercial não é proibido, porém, a limpeza do terreno e construção de muro e calçada é obrigação. Desta forma, quando for registrado o incêndio, o dono do imóvel será penalizado.

As multas começam a partir de R$ 600 e vão aumentar conforme a quantidade de metros quadrados. No ano passado, a maior multa aplicada pelo Município foi de R$ 340 mil.

Vale lembrar que, este ano, o período de estiagem tende a ser mais rigoroso porque choveu aquém do esperado.

LEIA TAMBÉM

Parceria

Zanetti afirma que além do uso da tecnologia, a prefeitura aumentou de 2 para 4 as equipes de fiscalização e está em parceria com o Corpo de Bombeiros para a formação de brigadistas.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem arrasta a namorada pelos cabelos na escada de casa
Próximo artigoBrasil confirma primeiro caso de variante indiana do vírus chinês