Polícia divulga imagem de ex-PM foragido e condenado a 105 anos de prisão

Militar foi condenado por diversos homicídios e fugiu do batalhão da Rotam no domingo

A Polícia Militar divulgou na tarde dessa terça-feira (8) duas fotografias do ex-policial militar Helbert de França Silva. Ele está foragido desde domingo (6), quando fugiu do Batalhão da Ronda Ostensiva Tático Metropolitana (Rotam), no Bairro Dom Aquino, em Cuiabá.

Na Rotam Helbert cumpria o início de sua condenação judicial, após ter sido sentenciado pela justiça mato-grossense a mais de 105 anos de prisão. A 1ª Vara Criminal de Cuiabá já foi informada sobre o caso.

A PM informou que o retrato de Helbert foi divulgado para todas as equipes policiais de Mato Grosso e outros estados. Quem tiver informações pode entrar em contato pelo número 0800 65 3939. A denúncia é anônima.

Condenações

Helbert foi condenado no âmbito da Operação Mercenários, que teve ao menos três fases, deflagradas pela Polícia Civil e Grupo de Atuação Especial de Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Mato Grosso (MPE).

Em junho deste ano, Helbert foi condenado a 30 anos por homicídio qualificado praticado e por tentativa de homicídio. Os crimes aconteceram em março de 2016. Já no mês de julho ele foi condenado a 75 anos de prisão. Na ocasião, ele foi sentenciado por homicídio consumado contra três vítimas, e uma tentativa de homicídio.

Depois das condenações, Helbert foi oficialmente expulso da PM no início de outubro.

Inicialmente, ele ficou preso em uma unidade penitenciária em Santo Antônio do Leverger (40 km de Cuiabá). Em seguida foi transferido para a Penitenciária Central do Estado (PCE), mas um recurso de sua defesa conseguiu transferi-lo para o batalhão da PM.

O ex-militar ainda responde ações criminais no Tribunal de Justiça de Mato Grosso, o que pode aumentar seu tempo de condenação. Seu terceiro julgamento está marcado para esse mês de outubro.

Como você se sentiu com este conteúdo?

loading spinner

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.