Pacientes têm sintomas similares aos do coronavírus e são monitorados

Dois casos foram notificados nos municípios de Glória D’Oeste e Alto Taquari

Divulgação

Dois pacientes são monitorados em Mato Groso depois de apresentarem sintomas similares aos do coronavírus. Em nota, o governo afirmou que os protocolos de cuidados clínicos e investigação para confirmação da suspeita foram seguidos.

Os casos foram notificados nos municípios de Glória D’Oeste e Alto Taquari.

O acompanhamento é feito já que a doença se manifesta de forma parecida com a gripe comum e a dengue, por exemplo.

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Os principais conhecidos até o momento são febre, tosse e dificuldade para respirar.

LEIA TAMBÉM

Nos dois municípios, os protocolos para confirmação da suspeita foram seguidos, segundo o governo.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), após a notificação, todo caso suspeito é enviado ao Ministério da Saúde que avalie e declara efetivamente o caso como suspeito ou não.

O governo federal orienta para cuidados básicos no intuito de reduzir o risco de contaminação. Entre as medidas, estão:

  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;

Boatos

A SES-MT chegou a desmentir uma mensagem que circulava nas redes sociais sobre um caso confirmado da doença. Na ocasião, o órgão solicitou que a população não compartilhe informações falsas sobre o vírus.

Na quinta-feira (27), o Hospital Santa Rosa também desmentiu boatos de que pacientes infectados pelo coronavírus estivessem internados na unidade.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA melhor oportunidade
Próximo artigoZumbis, maconha e religião: conheça a lista de conteúdos proibidos na Netflix pelo mundo

O LIVRE ADS