Médico acusado de matar a companheira grávida participará presencialmente de júri popular

Fernando Veríssimo de Carvalho é acusado de matar Beatriz Nuala Soares Milano, de 27 anos. Julgamento seria em setembro, mas sessão foi suspensa

Foto: Marcius Ariel/CBN Ribeirão

O médico Fernando Veríssimo de Carvalho conseguiu uma decisão favorável à sua presença no tribunal do júri que será realizado na próxima quarta-feira (10), em Rondonópolis (210 km de Cuiabá).

O rapaz é acusado de matar a companheira Beatriz Nuala Soares Milano, de 27 anos, em dezembro de 2018. A jovem estava grávida de 4 meses. A causa da morte, apontada pela necropsia, foi traumatismo craniano.

Inicialmente, Fernando alegou à polícia que teria encontrado sua mulher morta em cima da cama. Entretanto, investigação da Polícia Civil apontou que o médico teria provocado a morte da esposa durante uma briga e pediu a prisão do rapaz.

Presente no julgamento

A defesa do médico apresentou três pedidos à Justiça, com relação ao tribunal do júri: que Fernando possa participar presencialmente, com trajes civis e sem o uso de algemas.

A presidência do júri afirmou que estar presente no julgamento é um direito do acusado.

“Sua ausência física no julgamento impossibilita, inclusive, que sua figura seja observada pelo Conselho de Sentença sob uma perspectiva humanizada, transmudando-se em uma mera imagem digitalizada que lhes é exibida em um monitor”, complementou.

O uso de trajes civis também foi autorizado, desde que a defesa do médico faça a entrega das roupas em tempo hábil.

Já quanto ao uso ou não de algemas, caberá ao “Juiz-Presidente avaliar a necessidade ou não de manter o paciente algemado durante a sessão plenária”, informou a decisão publicada no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) dessa quinta-feira (4).

No mês passado, o julgamento teve uma primeira sessão realizada. Mas a defesa do médico insistiu na oitiva de uma testemunha que estava em plenária e acompanhou o depoimento do médico perito. Diante dessa irregularidade, o juiz Wagner Plaza Machado Junior determinou a remarcação do júri.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEternos tem lançamento cancelado na Arábia Saudita e no Kuwait por romance gay
Próximo artigoChris Columbus quer dirigir filme de Harry Potter: A Criança Amaldiçoada