Medicamentos vencidos no Centro de Distribuição retrocedem a 2016, diz secretária

Ozenira Félix diz que o problema de administração de estoque antecede o contrato assinado com a Norge Pharma, atual responsável

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

A data de produtos vencidos no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC) retrocedem a até 2016. A secretária de Saúde, Ozenira Félix, disse nessa segunda-feira (3) que informações preliminares apontam para lotes de medicamentos com validade expirada quase anualmente. 

“Tem medicamento com data de vencimento de 2018, 2017, 2016. São compras que antecedem a entrada da empresa administradora [Norge Pharma]. É muito difícil encontrar o ocupado em meio a tanta gente”, afirmou.  

Norge Pharma assinou contrato com a Prefeitura de Cuiabá em março de 2020 com encargo de administrar a compra de medicamento para mais de 110 unidades de saúde na rede pública. 

A secretária Ozenira disse em oitiva na Câmara dos Vereadores, na semana passada, que um inventário do estoque do CDMIC foi pedido por ela logo que assumiu o cargo, no fim do ano passado. Mas afirmou que não tem proporção de prejuízo financeiro e produtos perdidos por expiração da validade. 

Segundo ela, o relatório, em fase de conclusão, vai apontar os prazos e vencimentos dos produtos. A denúncia feita por vereadores que fiscalizaram o Centro de Distribuição há quase duas semanas aponta para centenas de unidades. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro sanciona pacote para estimular setores de turismo e eventos
Próximo artigoPesca recreativa pode injetar R$ 7,8 milhões na economia local