Decreto que extingue parque da Serra Ricardo Franco entrará em pauta

Deputada Janaína Riva (MDB) assume presidência da Assembleia Legislativa com assunto em pauta, mas não aprovação rápida

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Deputados estaduais podem começar a votar nesta quarta-feira (11) o decreto legislativo que extingue o status de interesse público da área da Serra Ricardo Franco, em Vila Bela da Santíssima Trindade (520 km de Cuiabá), para a transformação em parque ambiental. 

O decreto foi reapresentado em plenário há quase um mês e retirado de pauta por falta de consenso dos parlamentares. A intenção da medida é destravar o investimento de produtores rurais com propriedade no local, por causa da paralisação da implantação da reserva. 

LEIA TAMBÉM:

A falta de ação do estado vem sendo questionada desde 2017. Na época, já havia reclamação de que o processo de transformação da serra em parque estava parado há quase uma década.  

A implantação envolve a indenização de donos de terra estimada em R$ 1 bilhão pela deputada estadual Janaína Riva (MDB). E, conforme a parlamentar, não há previsão financeira do estado para cobrir as despesas. 

Janaína assume amanhã (11) a presidência da Assembleia Legislativa com o início da licença do deputado Eduardo Botelho (União Brasil), titular do cargo. Porém, não há expectativa que o decreto legislativo seja votado com aprovação rapidamente. Antes, deverão ser concedidos pedidos de vista. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. A pouco tempo queriam estadualizar o parque nacional da Chapada com o argumento que só assim poderiam investir nele. Esses bandidos da direita (sim os únicos contra essa barbaridade são alguns políticos da esquerda) não tem pudor em expor sua hipocrisia e irracionalidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsa ração
Próximo artigoSicredi está entre as 5 melhores instituições financeiras brasileiras no ranking mundial da Forbes