Consagração de Rússia e Ucrânia contará com participação de Bento XVI

As informações foram confirmadas pelo secretário pessoal do Papa Emérito

Papa Emérito Bento XVI e Papa Francisco (Fonte: Diário de Notícias)

O Papa Emérito Bento XVI se unirá ao Papa Francisco e a todos os bispos do mundo na Consagração da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria no dia 25 de março. Porém, segundo a Catholic News Agency (CNA), Bento XVI não estará presente na cerimônia na Basílica de São Pedro, participando, em oração, de forma privada.

Essas informações foram confirmadas no último domingo num email enviado a CNA pelo secretário do Papa Emérito, o Arcebispo Georg Gänswein.

“É claro que o Papa Emérito Bento XVI irá atender ao chamado de oração do Papa Francisco pela consagração da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria”, escreveu Gänswein.

A consagração ao Imaculado Coração de Maria

O Papa Francisco decidiu consagrar a Rússia e a Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria em 25 de março a pedido de bispos ucranianos. A guerra entre os dois países foi um dos motivos para a urgência da requisição.

Além disso, como noticiado por O LIVRE, a consagração visa a atender um clamor de Maria, a Mãe de Deus, feito em 1917, em Fátima, Portugal. Segundo a Virgem Santíssima, o não cumprimento dessa solicitação levaria a Rússia a “espalhar seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUHE Sinop pagou quase R$ 7,5 milhões em royalties por uso da água em 2021
Próximo artigo“É uma perseguição implacável”, diz Bolsonaro sobre conduta de Alexandre de Moraes