Clima frio pode comprometer produção e preço de alimentos

Com uma oferta menor de produtos, o preço tende a subir ainda mais por conta das geadas que afetam as produções

(Foto: Mark Stebnicki / Pexels)

O clima frio que tem se prolongado por esses dias poderá refletir em problemas para o consumidor. As baixas temperaturas afetam a produção de alimentos e assim, acarretam um aumento no preço, que já está elevado.

O café, por exemplo, que vem sofrendo altas desde o início do ano, tende a aumentar ainda mais. De acordo com o Índice de Preços aos Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o queridinho dos brasileiros já acumula alta de 66%, saindo de R$ 10 para R$ 17.

A situação com a bebida tende a ficar ainda mais complicada, afinal, um boletim emitido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira (19), a estimativa de produção cafeeira é de R$ 53 milhões de sacas, em 2022. O volume é 15,3% menor do que no ano anterior.

Os apontamentos foram feitos pelo jornal A Gazeta desta sexta-feira (20), que indicou ainda que os consumidores têm percebido aumento em alimentos como alho, cebola e batata lavada. Essa última, neste ano, teria aumentado 60% do começo do ano para cá.

O milho é outro produto que tende a enfrentar problemas. A safra de 2022 poderá ter uma perda de aproximadamente quatro milhões de toneladas, por conta da estiagem prolongada. No Estado, 10% da produção já foi afetada por conta da falta de  chuvas.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMargot Robbie deve estrelar novo Onze Homens e Um Segredo
Próximo artigoTribunal de Justiça de MT derruba liminar que intimava presidente da França