Boom de abertura de empresas pode ter sido puxado por demissões na pandemia

"Com mais empresas abrindo do que fechando o que se imagina é que muitas pessoas que perderam o emprego decidiram empreender", diz economista do Sebrae

(Foto: Freepik)

Mais de 22 mil empresas foram abertas em Mato Grosso no último quadrimestre. O número representa 10% do total de negócios ativos no Estado. Mas a alta pode ser reflexo das demissões durante a pandemia e o consequente desemprego de parte da população, que se vê obrigada a empreender para garantir a renda.

Segundo o economista do Sebrae Mato Grosso, Fábio Apolinário, são dois os motivos que influenciam a abertura de empresas: a necessidade e a oportunidade. Atualmente, o primeiro fator tem se sobressaído.

“É um dado importante porque estamos no meio de uma pandemia e era de se imaginar que os números estivessem em queda e não em alta. Com mais empresas abrindo do que fechando o que se imagina é que, provavelmente, muitas pessoas que perderam o emprego decidiram empreender”, analisa.

LEIA TAMBÉM

A hipótese ganha força quando se analisa a lista das atividades econômicas que mais tiveram empresas abertas em novembro, no Brasil. Na relação, o comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios aparece em primeiro lugar, com 20.196 empresas abertas.

Logo depois está o de promoção de vendas (13.002); seguido de cabeleireiros, manicure e pedicure (11.180); obras de alvenaria (8.975); e fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar (8.662 empresas abertas).

Abri minha empresa, e agora?

Em 2020, o Sebrae atendeu 22 mil potenciais empresários – pessoas com interesse em montar o próprio negócio. Somente na pandemia, foram cerca de 15 mil interessados.

Apesar da positividade dos dados, o melhor conselho é a cautela, afirma Apolinário. “A alternativa de abrir uma empresa é uma boa saída, desde que haja planejamento. Montar um negócio envolve riscos”.

O ideal é analisar, entender o mercado a que se propõe e fazer um plano de negócios para melhorar a gestão. Se você já tiver aberto sua empresa, a dica é correr contra o tempo.

“Se ainda não há um planejamento, corra atrás, busque entender. O erro comum é achar que ao abrir uma empresa você terá menos trabalho. É justamente o contrário. Se não houver um estudo, há o risco de perder a economia que o empresário investiu no negócio”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIndústria quer congelar carga tributária em MT para estimular setor em 2021
Próximo artigoHomem quase mata esposa espancada em Cuiabá