Afinal, quantas vacinas MT recebeu? AL entra com ação contra o Ministério da Saúde

Ação civil pública quer saber porque notas de fornecimento apontam apenas 159 mil doses e portal do SUS cita mais de meio milhão

(Foto: Ednilson Aguiar)

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso vai propor uma ação civil pública exigindo explicações do Ministério da Saúde quanto ao número de vacinas contra a covid-19 enviadas para o Estado.

Segundo a Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social do Legislativo, embora o portal Localiza SUS aponte que Mato Grosso já recebeu mais de 561 mil doses da vacina, as notas de fornecimento enviadas para o governo do Estado apontam que apenas pouco mais de 159 mil chegaram de fato aqui.

LEIA TAMBÉM

A ação será protocolada junto à Procuradoria da União em Mato Grosso. E conforme a Mesa Diretora da ALMT, também vai levantar questionamentos sobre os critérios que o governo federal tem usado para definir quantas doses serão enviadas para cada Estado.

“Pedimos esclarecimentos, sim. E queremos entender a matemática utilizada pelo Ministério da Saúde para definir o quanto Mato Grosso deve ou não receber. E mais ainda: explicações contundentes sobre a diferença entre as doses enviadas e recebidas”, disse o deputado Dr. Eugênio Paiva (PSB).

Se forem levados em consideração os números que aparecem no Localiza SUS, Mato Grosso é o Estado da região Centro Oeste que menos recebeu vacinas até o momento. Goiás aparece em primeiro lugar, com mais de um 1,2 milhão de doses. Em seguida, está Mato Grosso do Sul, com pouco mais de 576,5 mil.

“Nossa população está morrendo quando poderia estar sendo vacinada, se o número de doses fosse real”, completou Dr. Eugênio.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAjuda para comprar vacina
Próximo artigoColegiado define como serão distribuídas 113.250 doses de vacina contra covid-19