|Sexta-feira, 16 novembro 2018

Waldir Caldas classifica como imoral afastamento de cargo para campanha: “duplamente afetando o erário”

O posicionamento vai de encontro ao do Procurador Mauro, também candidato ao Senado

COMPARTILHECOMPARTILHE

Candidato ao Senado pelo partido Novo de Mato Grosso, Waldir Caldas Rodrigues classificou como imoral o fato de servidores públicos se licenciarem dos cargos para fazer campanha eleitoral e continuarem recebendo salário. O posicionamento vai de encontro ao do Procurador Mauro (Psol), também postulante a uma vaga de senador, que declarou achar injusto o funcionário precisar abrir mão do vencimento.

“Além de receber salário, ainda utilizam o fundo partidário. Estão duplamente afetando o erário. Por uma questão de ética, nesse período afastado, que não estarão trabalhando, dando contraprestação para a população, não deveriam receber. Isso é imoral”, disparou Waldir Caldas, em sabatina no LIVRE nesta quinta-feira (13).

Neste sentido, Waldir Caldas também criticou políticos no exercício do mandato que estão há mais de 30 dias, exclusivamente, fazendo campanha eleitoral e recebendo salário. “Fazendo campanha com o dinheiro do povo. Eu, como não faço isso, estou trabalhando regularmente na advocacia, minha atividade profissional”, garantiu.

Na oportunidade, o candidato ressaltou ainda que, se eleito, cumprirá os oito anos de mandato, diferentemente dos últimos três senadores eleitos por Mato Grosso, Blairo Maggi (PR), Pedro Taques (PSDB) e Wellington Fagundes (PR). Maggi se licenciou do cargo para assumir o Ministério da Agricultura e Taques renunciou ao mandato para assumir o Governo do Estado. Wellington ainda atua como senador, mas disputa o Executivo Estadual nas eleições deste ano.

“Nós elegemos três senadores para cumprir os oito anos de mandato. Eu vou cumprir os oito anos e serei senador de um só mandato. Daqui oito anos vou voltar para a advocacia, esfregar meu umbigo no balcão do fórum como, aliás, estou fazendo até hoje”, disse.

Caldas também falou sobre a aliança de outros dois adversários na disputa ao Senado: a ex-reitora da UFMT Maria Lúcia (PCdoB) e Adilton Sachetti (PRB).

“Isso é incoerência. Qual o projeto que eles juntos poderão fazer? Que posicionamento semelhante terão no Senado? Com posicionamentos tão díspares, como poderão articular conjuntamente pelo bem do Estado? Ledo engano pensar que a população não percebe essa incoerência”.

Incoerência também foi a palavra utilizada por ele para se referir aos partidos tradicionais, pelo que classificou como dissociação do que pregam e dizem com o que fizeram e fazem.

Durante a entrevista, Waldir Caldas também falou sobre o partido Novo, bem como abordou temas polêmicos como desarmamento, aborto, casamento homossexual e escola sem partido.

Confira a entrevista na íntegra:

Sabatina LIVRE

Conduzidas pelo diretor do LIVRE, Guilherme Waltenberg, e pelo repórter Victor Cabral, as entrevistas são realizadas com os candidatos ao Governo do Estado e ao Senado por Mato Grosso e transmitidas ao vivo pelo Facebook. Cada live tem duração de 30 minutos.

Confira as entrevistas já realizadas:

Governo do Estado

Arthur Nogueira estreia sabatina dos candidatos no LIVRE

Moisés Franz crítica político que pede mais quatro anos para cumprir o que prometeu

Mauro Mendes sobre Taques: “Está com obsessão com meu nome, deve estar sonhando comigo”

Senado

Em sabatina, Fávaro diz que Taques deixa o governo pior do que recebeu de Silval

Candidato ao Senado, Sachetti defende legalização da maconha em sabatina

Em sabatina, Selma diz que Taques foi plano B e pede para eleitores votarem nela e no Procurador Mauro

Gilberto Lopes compara “barões do agronegócio” a traficantes

Candidato critica alianças partidárias de adversários: “interesses circunstanciais”

Candidato ao Senado, Aladir diz que Silval foi o melhor governador para os servidores

Procurador Mauro diz que não acha justo abrir mão de salários para participar de campanhas

Confira a agenda das próximas sabatinas:

Governo do Estado

Pedro Taques (PSDB) – 20 de setembro, às 15h

Wellington Fagundes (PR) –  25 de setembro, às 15h

Senado

Maria Lúcia (PCdoB) – 18 de setembro, às 15h

Nilson Leitão (PSDB) – 19 de setembro, às 16h

*O candidato Jayme Campos (DEM) ainda não confirmou presença na sabatina do LIVRE

COMENTÁRIOS

  1. Este tem credibilidade quando fala..O único senador NOVO de verdade…vamos renovar gente, chega da velha política..Senador Waldir Caldas 300 ! PARTIDO NOVO com ideais diferenciados dos demais!

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

LINKS PATROCINADOS

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Falso policial é preso em bar de música sertaneja
Dom Aquino recebe nova edição do programa Mutirão da Limpeza
Quer estudar, trabalhar ou imigrar para o Canadá? Palestra vai te ajudar com o planejamento
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
STF homologa delação de ex-secretário de Educação e audiência é marcada para 2019
Bloqueio orçamentário em 2019 pode gerar caos social em MT, alerta senador
Desembargador diz que Selma agiu com interesse político ao condenar Bosaipo
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Wilson Santos diz que taxação do agro já começou e cobra ampliação
Estudo aponta aumento de 7,1% em confinamento em Mato Grosso durante 2018
Zeca Viana acusa deputados de receberem propina para acabar com as CPIs sobre sonegação
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Quer estudar, trabalhar ou imigrar para o Canadá? Palestra vai te ajudar com o planejamento
Campeonato brasileiro de Velocidade na Terra será definido em Cuiabá
Em cartaz no final de semana, espetáculo infantil reflete sobre a relação entre o corpo e as emoções
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Presidente do TRF4 assina exoneração de Sérgio Moro
Receita paga hoje restituições do 6º lote do Imposto de Renda
Economista Roberto Campos Neto vai comandar Banco Central a partir de janeiro
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Últimos dias para inscrição em concurso com salário de até R$ 18 mil; veja oportunidades
Concurso público: MT tem mais de duas mil vagas; salários chegam a R$ 18 mil
Termina neste domingo inscrição para concurso da Prefeitura; salários chegam a R$ 5 mil
X