Vídeo: jovens brincavam no meio da rua antes de serem atropelados

As imagens mostram os jovens no meio da rua e Hya Girotto dançando por vários minutos

Um novo vídeo mostra o momento em que os jovens Hya Girotto Santos, 21 anos, Ramon Alcides Viveiros, 25 anos, e Myllena de Lacerda Inocêncio, 22 anos, foram atropelados na Avenida Isaac Póvoas.

As imagens chocantes mostram minutos antes do acidente, quando os jovens estão na porta da boate Valley Pub, junto a outros amigos. Hya, então, começa a brincar no meio da rua, chegando a dançar.

Quando Ramon e Myllena estão terminando de atravessar, Hya para e volta a dançar no meio da rua, até que um carro para porque ela está na via. Em seguida, ela sai correndo, momento que a professora Rafaela Screnci passa em alta velocidade e atropela os três.

A motorista, em um Renault Oroch de cor preta, atinge primeiro Ramon e Myllena, que estão abraçados e, em seguida, Hya, que estava pouco à frente (veja abaixo o vídeo divulgado pelo site Repórter MT).

Myllena não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois do acidente. Ramon está com dano irreversível no cérebro. E Hya precisa passar por uma cirurgia cardíaca com urgência.

Entenda o caso

acidente aconteceu na madrugada do último domingo (23), na Avenida Isaac Povoas, no centro de Cuiabá, em frente à boate Valley Pub, de onde as vítimas Myllena, Ramon e Hya tinham acabado de sair.

A motorista Rafaela Screnci, professora de biologia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), atropelou os jovens e todos foram arremessados. Uma das jovens caiu na frente do Renault Oroch dirigido pela bióloga e foi atropelada novamente.

A professora parou poucos metros depois, em frente à barraquinha do Zé Dog, onde foi presa. Ela passou por uma audiência de custódia no início da tarde da segunda-feira (24), pagou fiança de R$ 9.540,00 e já está em liberdade.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

3 COMENTÁRIOS

  1. Entendo que a Bióloga errou pois é nítido que ela viu que tinha pessoas na frente do veículo dela mas que a tal da Hya estava mais bêbada que tudo, isso estava! Ela trocava os pés e dançava no meio da rua. Gente, que isso?! Cadê o respeito com os veículos? Tinha calçada ali mas todos queriam estar na rua. O cazalzinho também fez errado ao não procurar um local seguro pra atravessar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPedro Taques deixará o 13º salário de 2018 para Mauro Mendes pagar
Próximo artigoEstreias no cinema: pré-sequência de Transformers, Deadpool para menores e comédia nacional

O LIVRE ADS