Terceira onda? Taxa de transmissão da covid-19 volta a crescer em MT

Indicador atingiu o número de 1,12, o que significa que um grupo de 100 pessoas transmite a doença para outras 112

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

Mato Grosso pode estar vivendo (ou próximo de) uma terceira onda de covid-19. A afirmação é baseada no aumento da taxa de transmissão do vírus, que seguia tendência de queda, mas voltou a subir.

Na terça-feira (18), o índice chegou a 1,12. Isso significa que um grupo de 100 pessoas transmite a doença para outras 112. Esse indicador havia caído e alcançado o menor patamar em 26 de abril: 0,81.

Os números foram apresentados pelo deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT). Na avaliação do parlamentar, o aumento pode ser efeito do relaxamento das medidas restritivas e do aumento da circulação de pessoas.

Lúdio Cabral tem feito estudos sobre o comportamento do novo coronavírus em MT desde o inídio da pandemia (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

“O Estado retardou a tomada de decisões sobre medidas restritivas, decretou medidas inadequadas e está se apressando em tomar medidas de relaxamento. Não estamos em um patamar da curva epidêmica que permita isso”, afirmou.

O que diz o governo?

Nesta quinta-feira (20), em entrevista, o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, admitiu que o Estado vive, possivelmente, uma terceira onda.

“Eu acho que nós já estamos nela. Muito provavelmente sim. Porque uma onda é quando você tem um declínio substâncial e aí começa a crescer novamente. Temos novas variantes circulando também no Estado. Em alguns municípios, já sentimentos o crescimento substancial e temos que administrar isso daqui para frente”, afirmou.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT em emergência ambiental
Próximo artigoHomem arrasta a namorada pelos cabelos na escada de casa