|sábado, 20 Outubro 2018
(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Taques pode mudar orçamento de MT a pedido de Mauro Mendes

Aliados do atual e do futuro governador concordam que peças orçamentárias têm que ser rediscutidas

117
COMPARTILHECOMPARTILHE

O governador Pedro Taques (PSDB) pode retirar o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2019 e reapresentá-lo com sugestões de mudanças feitas pelo governador eleito, Mauro Mendes (DEM). O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), segurou a votação da LDO justamente para esperar o resultado das eleições e discutir o orçamento com o governador eleito.

A LDO prevê um orçamento de R$ 19 bilhões no próximo ano e deveria ter sido aprovada até 30 de junho. A Lei Orçamentária Anual (LOA) deveria ter sido enviada pelo governo até 30 de setembro, porém, segundo Botelho, o projeto não foi encaminhado pela falta de aprovação da LDO.

“O governo já sinalizou inclusive que tem possibilidade de pedir devolução e reapresentar. Acho que é o melhor caminho, chegar a um entendimento entre o atual e o governo que está chegando. O que ele fizer agora vai impactar no próximo governo. Nada mais justo do que ele sentar com o próximo governador, discutir os objetivos e metas, refazer a LDO e já fazer a LOA baseada no projeto do próximo governador”, disse Botelho.

Dilmar Dal’Bosco (DEM), que já foi líder do governo tucano e depois se uniu ao grupo de dissidentes que apoiou a eleição de Mauro, também apoia a retirada. “Vamos construir uma LDO já de acordo com o novo governo. Tem que trazer a cara do novo governo”, disse.

O vice-líder do governo, Wilson Santos (PSDB), que já anunciou que será oposição no próximo mandato, também defendeu a reapresentação do texto e destacou a necessidade de entendimento entre o atual e o futuro governo. Ele preside a Comissão de Acompanhamento e Fiscalização da Execução Orçamentária e define o calendário de votação das peças orçamentárias.

“Eu defendi ontem com Taques, em uma reunião dele com o secretariado, que tanto LDO quanto a LOA sejam retirados e se discuta a quatro mãos, com o governador Pedro Taques e o governador eleito, Mauro Mendes. Para mim, até 31 de dezembro, Mato Grosso tem dois governadores, o que tem a caneta e o que foi ungido pelo povo”, disse.

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Corpo carbonizado é encontrado por crianças que estavam soltando pipa
Polícia apreende quase uma tonelada e meia de peixes que estavam em restaurante de pousada
Atualizada: Morre policial vítima de acidente na Miguel Sutil; (veja vídeos)
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Disputa para comandar Ministério Público Estadual está entre dois promotores
Presidente da comissão tributária da OAB diz que emenda rejeitada por vereadores era necessária
Delegado acusado de tortura é solto porque a mulher dele está grávida
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Amaggi investirá na produção de biodiesel em Mato Grosso
Imac apresenta inovação no segmento da carne em feira internacional
Imea prevê ligeiro aumento na demanda pelo milho mato-grossense
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Intervenção urbana reúne grafiteiros, B-boys, DJ e MC’s na Praça Cultural do CPA II neste sábado
Amigos unem esforços para saldar despesas com tratamento e sepultamento de produtora cultural
MAUAL encerra 17ª edição com mostra informativa, premiações e festa no Metade Cheio
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Anvisa aprova novos tratamentos contra o câncer na próstata e nos rins
Presidente do PSL refuta envolvimento em fake news
TSE abre ação para investigar suspeita contra campanha de Bolsonaro
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Sine oferta mais de mil vagas de trabalho em Mato Grosso
Processo seletivo em Matupá oferece 50 vagas de até R$ 3,6 mil
Concursos públicos têm mais de 800 vagas e salários até R$ 18 mil em MT; confira
X