Rigidez de leis ambientais impede que MT explore seu potencial, diz Bolsonaro

Presidente garantiu que vai trabalhar para conseguir explorar melhor as terras brasileiras

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participa do Fórum de Investimentos Brasil, no WTC Events Center (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou que leis ambientais rígidas impedem que Mato Grosso explore seu potencial.

A declaração foi dada na manhã desta quinta-feira (10), durante o Fórum de Investimentos Brasil 2019, em São Paulo.

Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM) esteve no evento e publicou em seu Instagram o discurso de Bolsonaro.

“Se formos ali na região Centro-Oeste, do nosso querido governador Mauro Mendes, veremos o seu potencial agrícola e os problemas que têm por causa de alguma legislação, que não é fácil a sua mudança, porque a agenda mundial está calcada na legislação ambiental”, comentou o presidente.

Em seguida, Bolsonaro completou: “Nós queremos preservar o meio ambiente e queremos, mais do que isso, casá-lo com o progresso. Isso que está aqui é nosso, pode ser explorado, pode ser preservado para o bem de todos nós”.

LEIA TAMBÉM

Antes de citar Mato Grosso, o presidente mencionou outros estados envolvidos com questões ambientais.

Ao falar de Roraima, Bolsonaro citou indígenas que são “latifundiários pobres que ocupam terras ricas”.

Depois, ao citar a Amazônia, falou sobre a necessidade de se preservar a floresta e pontuou que notícias divulgadas nos jornais “não são a realidade”.

Ainda em seu discurso, o presidente tornou a afirmar que a terra é patrimônio do Brasil e “não é o pulmão do mundo”.

Ele ainda defendeu a exploração sustentável da área e afirmou que vai trabalhar para explorar melhor as terras brasileiras.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.