Queimadas impunes: MT aplicou R$ 70 milhões em multas e não recebeu um centavo

Valor é referente apenas à Operação Abafa. Neste ano, mais R$ 32 milhões já foram cobrados, 60% a mais que no mesmo período de 2019

(Divulgação/ Corpo de Bombeiros)

Em 2019, o governo de Mato Grosso aplicou R$ 70 milhões em multas por queimadas irregulares. As autuações foram emitidas durante a Operação Abafa, que combateu desmatamento e incêndios florestais.

A cifra é alta e enche os olhos. Todavia, segundo a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), o valor nunca chegou aos cofres públicos. É que as autuações viraram processos judiciais que ainda estão tramitando.

Entre janeiro e julho deste ano, já foram aplicados mais R$ 32,6 milhões em multas pelas equipes de Fiscalização de Flora da Sema.

Desse valor, R$ 31,4 milhões – gerados por 17 autos de infração – foram por desmatamento realizado mediante uso de fogo. Outros seis autos de infração geraram R$ 1,2 milhões em multas por queimadas.

LEIA TAMBÉM

No mesmo período do ano passado, foram aplicadas R$ 20,5 milhões em multas pela equipe de Fiscalização e gerados 7 autos de infração. O aumento percentual é de cerca de 60%.

Em 2020, além dos R$ 32,6 milhões cobrados pela Sema, o Corpo de Bombeiros aplicou  R$ 750 mil em multas. Este ano, a corporação obteve o poder de polícia ambiental administrativa, passando a também aplicar penalidades.

(Foto: Christian Braga/ Greenpeace)

Amazônia queimando

Sobrevoos realizados pelo Greenpeace em território mato-grossense na semana passada flagraram diversos focos de incêndio na região da floresta amazônica, mesmo no período proibitivo.

“O cenário é desolador: além de áreas completamente queimadas, registramos imagens de territórios sendo preparados para a queima, o que indica a sensação de certeza de impunidade de quem destrói a floresta” relata a ONG.

De acordo com a organização internacional, até o dia 13 de julho Mato Grosso havia registrado 4 mil focos de incêndioO Estado já tem o maior número de queimadas na Amazônia brasileira em 2020.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHospital do Câncer pede ajuda
Próximo artigoCampanha empatada