PT quer “reparação”

Bancada do PT na Câmara emitiu nota em apoio a Rosa Neide

Deputado Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara Federal (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A bancada do Partidos do Trabalhadores (PT) na Câmara Federal emitiu uma nota de repúdio contra a Operação Fake Delivery, deflagrada na manhã desta segunda-feira (19) e que teve como alvo a deputada federal por Mato Grosso Rosa Neide Sandes (PT).

Assinada pelo deputado Paulo Pimenta (PT/RS), líder do partido na Câmara, a nota afirma que “medidas legais de reparação e responsabilização” serão tomadas contra “este flagrante abuso”.

Rosa Neide teve mandado de busca e apreensão cumprido em sua casa, em Cuiabá. Ela nega estar sendo investigada e ter participação no esquema apurado.

Ressaltando a versão da petista de que não se negou a colaborar com a polícia, o partido compara a Operação da Delegacia Fazendária mato-grossense ao que chama de “arbitrariedades da Operação Lava Jato”.

“Se esta ação da Polícia Civil mato-grossense contra a parlamentar for considerada legal, nenhum cidadão ou cidadã no Brasil estará mais a salvo de arbitrariedades de agentes públicos que agem com finalidades políticas”, diz trecho da nota.

Leia também

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS