Porta aberta para gestantes, Hospital Geral realizou mais de 900 partos este ano

Atendimento é oferecido 24h por dia a grávidas em trabalho de parto ou que apresentem complicações clínicas durante a gestação

(Foto: Divulgação / HG)

Com uma equipe especializada em Obstetrícia e Ginecologia, o Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá atende todas as gestantes e é porta aberta 24 horas para qualquer emergência obstétrica.

A grávida pode procurar o atendimento da unidade hospitalar a qualquer hora do dia ou da noite. O ideal é ter em mãos os documentos pessoais e o cartão de gestante.

Três nascimentos por dia

Neste ano, o Hospital Geral já contabilizou 959 partos até o final de agosto. Isso indica uma média de três partos por dia.

O diretor clínico, Dr. Antônio Raimundo Figueiredo Filho, informa que o HG conta com uma equipe multiprofissional e participa do Projeto Rede Cegonha, firmado com a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, nos termos preconizados pelo Ministério da Saúde.

“Este serviço é oferecido para toda mulher que está em trabalho de parto, ou que apresente complicações clínicas durante a gestação, independentemente do fato de ter feito ou não o pré-natal na unidade hospitalar”.

O Dr. Antônio explica que todas as gestantes têm o direito a um acompanhante de livre escolha para estar presente durante todo o período de trabalho de pré-parto, parto e pós-parto imediato.

O acompanhante pode ser qualquer pessoa, desde que esteja saudável e tenha mais de 18 anos e menos de 60 anos. Mesmo durante este período de pandemia, as doulas podem estar presentes como escolha da parturiente, desde que seja como acompanhante.

“Todo o nosso atendimento é feito de forma humanizada, tanto no parto normal quanto no cesariano. A atenção às futuras mães é total, do acolhimento à analgesia, além de acompanhamento e orientação pós-parto”, afirma Figueiredo.

Aleitamento materno

No HG as mamães podem contar também com orientações e amparo para o aleitamento materno.

O coordenador do Banco de Leite Humano do HG, Marcus Vinicius de Carvalho, explica que todas as gestantes recebem orientações nutricionais para esta fase tão importante nos primeiros meses de vida do recém-nascido e podem solicitar o apoio da equipe especialista em aleitamento, independentemente se esteja internada na instituição ou teve seu bebê em outra unidade hospitalar.

“O Banco de Leite do HG, referência em Mato Grosso, consegue prestar um trabalho de excelência para as mães e os bebês que necessitam de apoio técnico especializado na amamentação e no fornecimento de leite de qualidade”, conclui Marcus.

O HG conta também com a UTI Neonatal caso haja alguma intercorrência no parto ou necessidade de avaliação mais especializada.

LEIA TAMBÉM

Doação de leite materno em Cuiabá aumenta 12% durante a pandemia

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJovem é morto pela Rotam ao fugir de abordagem
Próximo artigoCinco postos de combustíveis de Cuiabá são fiscalizados após denúncias