O que Aécio Rodrigues promete para ser eleito prefeito de Cuiabá?

A principal proposta do mais jovem entre os candidatos é desburocratizar a máquina pública e "profissionalizar" a gestão

Aécio Rodrigues é presidente regional do PSL-MT e possível candidato pelo partido a prefeito de Cuiabá (Foto: divulgação)

Os candidatos a prefeito de Cuiabá protocolaram, junto com seus pedidos de candidatura,  as promessas de campanha que devem ser cumpridas, caso sejam eleitos. São os planos de governo. 

LIVRE fez leitura desses documentos e apresentará um apanhado das ideias que delineiam as candidaturas de cada um dos oito concorrentes e também suas visões para áreas matrizes, como saúde, educação e segurança. 

As reportagens serão publicadas em ordem alfabética. O segundo da lista é o candidato Aécio Rodrigues (PSL).  

Desburocratização e gestão profissionalizada

O candidato mais jovem na disputa pelo Alencastro, Aécio propõe a desburocratização da máquina pública municipal.

Para isso, a ideia é enxugar os gastos com a extinção de cinco secretarias (não citadas no plano de governo), que serão integradas a outras, de maior complexidade.

O objetivo é economizar com a redução de cargos comissionados.

“A prefeitura precisa de fôlego financeiro para atender às demandas da sociedade. Vale ressaltar que não pretendemos aumentar impostos, mas sim ampliar a base tributária e fazer mais justiça fiscal”, diz o plano de governo.

Dentro do Alencastro, Aécio ainda quer “despolitizar” a ocupação de cargos e reduzir para 3 os níveis hierárquicos. Uma mudança que, segundo ele, aponta para a “profissionalização” da gestão.

Veja abaixo outras propostas de governo para áreas matrizes do município:

Saúde

– Implantar telemedicina nos Postos de Saúde
– Ampliar o Hospital do Câncer
– Reduzir fila de espera na regulação do SUS
– Gestão individualizada na regulação

Educação

– Aumentar vagas em creches que funcionam em tempo integral
– Investir em ar-condicionado ou climatizadores nas escolas
– Permitir uso dos espaços das escolas pela comunidade nos fins de semana

Emprego e renda

– Atrair empresas de confecção, em parceria com produtores de algodão
– Transforma o Porto Seco em um polo de distribuição do Centro-Oeste
– Isenção de alvarás para novos empreendedores autônomos
– Estruturar roteiros oficiais de trilhas para os municípios mais próximos

Cultura, esporte e lazer

– Apresentações semanais de Siriri ou Cururu
– Reforma de campos de futebol em bairros da periferia
– Eventos nacionais de grande porte

Transporte público

– Implantar ar-condicionado em 100% da frota do transporte coletivo
– Limitar o número de passageiros que viajam em pé

Pós covid-19

– Reduzir contribuição de iluminação pública
– Parcelar IPTU e ISS
– Perdoar multas emitidas durante o lockdown

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA violência contra a mulher, o trabalho e a pandemia
Próximo artigo“Acabei com a Lava Jato porque não tem corrupção no governo”, diz Bolsonaro, ironizando imprensa