|domingo, 22 abril 2018

Juíza de Tangará ironiza advogados em selfies publicadas no Instagram

Anna Paula Gomes de Freitas afirmou que perguntas de defensores eram “idiotas”

COMPARTILHE COMPARTILHE

A juíza Anna Paula Gomes Freitas, da 2ª Vara Criminal de Tangará da Serra (250 km de Cuiabá) tirou diversas selfies durante seu expediente. A magistrada publicou as fotos no stories de seu perfil no Instagram com diversas mensagens irônicas contra os advogados que atuam na Comarca. A magistrada tem 3.485 seguidores em seu perfil.

Saiba mais:
OAB diz que juíza foi infeliz e vai cobrar corregedoria
OAB faz representação contra juíza

Em ao menos duas mensagens, Anna Freitas chamou de “idiotas” algumas das perguntas feitas por advogados em audiências da 2ª Vara Criminal. Em uma das fotos a magistrada escreveu os seguintes dizeres: “Aquela satisfação quando da pergunta idiota vem uma resposta que é tudo que a defesa não queria ouvir”.

As frases foram publicadas acompanhadas de fotos em que a magistrada faz diversas “caras e bocas” em sua sala. “Aquela falta de paciência que vai dando quando a audiência é estressante e o advogado começa a fazer pergunta idiota!”, disse em uma das publicações. Advogados que entraram em contato com o LIVRE estudam entrar com medidas contra a magistrada junto à Corregedoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

COMENTÁRIOS

  1. Excelência vem trabalhar na comarca de Rosário Oeste/MT, aqui certamente se gostar de trabalhar não lhe sobrará tempo para selfies e pode ter certeza que nossas perguntas serão excelentes.

  2. Aquela falta de paciência quando lembro dos penduricalhos que os juízes recebem para burlar a lei e aumentar seus salários, anti ético, ferindo o princípio da moralidade não é mesmo “doutora”? Ah a resposta seria inevitável: “ mas está tipificado em lei, logo atende o princípio da legalidade”. Pois é,, mas a sociedade está cansada desses bla, bla, bla. Corregedoria e CNJ o caso requer.

  3. Vejo varios problemas. Dois me indignam é outro chega a me dar pena.
    1. O mais grave: totalmente despreparada para o cargo. A formação de hoje em dia até permite passar em concurso, mas não é profunda. A pessoa não sabe o que é imparcialidade, direito de defesa, papel do advogado… e já é juiz. 2) Falta respeito de berço. Pra saber que não se ridiculariza uma pessoa publicamente. Não se faz caras e bocas quando alguém está falando. 3) (o que dá pena) Uma mulher independente é diferente de uma mulher que ganha bem. Essas selfies específicas, além de tudo, são para parecer “bonita”, essas caras e bocas são de insegurança. Provando algo, fazendo tipo para quem olha. Bem se vê que a formação filosófica é frágil. Pois o comportamento iguala-se à de adolescente. Alguém que põe em risco suas conquistas de vida por conta de “aparecer” precisa urgente rever seus conceitos. Uma mulher… precisa de um curso de Simone du Beouvoir.

    • Creio que isso se deva em virtude da idade. Vemos verdadeiras crianças sendo investidas no cargo. Essa função não tem que ter idade máxima para investidura e sim mínima, onde a pessoa já tenha uma boa noção de como a vida funciona para decidir sobre a vida das outras pessoas…

      • Falou tudo: Falta de maturidade total da excelentíssima
        juiza. SIMMMMM deveria ter idade mínima para alguns cargos públicos. Experiência e menos arrogância nunca é demais!! Sou vítima de sentenças de alguns magistrados inexperientes, é muito triste ter nossas vidas e destinos nas mãos de pessoas que não sabem nem para que veio!!

  4. Esses desalinhos dessa juíza não são de agora. Há tempos que ela usa o cargo pra tentar ridicularizar advogados, partes e testemunhas. Como bem afirmou um comentário anterior, completamente despreparada para o cargo. O que é pior, suas atitudes negam suas raízes que são de uma família pobre, humilde, nascida numa currutela no interior deste estado, diga-se de passagem, com uma população ordeira e que sabe acolher e respeitar a todos. Uma lástima a atitude desta senhora. Espero que desta vez seus superiores tomem alguma atitude no sentido de mandar ela se posicionar como o nobre cargo exige.

  5. Será que os processos da Comarca estão todos em dia? ou será que estão atrasados enquanto a douta Magistrada usa o tempo de servidora publica para gracinhas nas redes sociais?
    Perguntar não ofende né?

  6. Diz isso Sem, porque o ridicularizado publicamente não foi você ou alguém da sua estima. Naturalizar esses atos indignos, nada contribui para a justiça. É o que acho!!

  7. É lamentável perceber que uma magistrada é absolutamente despreparada para o cargo. Entendo, que um magistrado(a) não deve apenas observar a lei, as jurisprudências, súmulas, os princípios ou costumes, e etc. Ele(a) deve ir além, muito além. É necessário observar que o cargo exige prudência, coerência e sensibilidade para analisar o caso concreto. Não distante disso, é incondicional o dever que o magistrado(a) tem de respeitar as prerrogativas dos advogados e da advocacia. Uma mulher tão bonita, e ao mesmo tempo tão desinteressante e deselegante que a sua beleza se torna apenas um pano de fundo que pouco muda o cenário. Por fim, ela deixa claro que é limitada, intelectualmente falando, além de pobre em conteúdo e postura. Realmente lamentável!

  8. Isso que da investir verdadeiras crianças que não tem a mínima percepção da vida em uma função de tanta responsabilidade. A magistratura não tem que ter idade máxima para investidura no cargo e sim idade mínima (de 40 anos, a meu ver). Fora disso é colocar a vida das pessoas em risco com pessoas que não tem o mínimo de maturidade para ter a noção de quão importante é a sua fincão.

  9. Os cargos de juízes são preenchidos por meio de concursos que medem a capacidade de memorizar citações de leis. Não medem o caráter, a dignidade, a honradez, a consciência social e, principalmente, a disposição para o trabalho. A classe social que há séculos fornece juízes para o país sempre considerou qualquer forma de trabalho algo desprezível, próprio das ralés, por isso o desprezo ao povo que sustenta seus gordos privilégios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Terceira mulher é estuprada próximo à Unemat de Sinop

Taques chama Pivetta de preconceituoso e o compara a escravocratas

Comerciante reage a assalto, tira arma de bandido, mata um e fere outro

Clarice Lispector e irmã escreviam manuais para “amansar” empregadas, relembra pesquisadora da UFMT

X