|Quarta-feira, 14 novembro 2018

    Governo faz contabilidade criativa e “reduz” gasto com pessoal

    COMPARTILHECOMPARTILHE

    O governo estadual se valeu de ajustes contábeis para “reduzir” sua folha de pagamento e, com isso, cumprir o teto de 49% das receitas correntes líquidas determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O balanço fiscal publicado no Diário Oficial que circulou nesta terça-feira mostra que os gastos com pessoal, que estiveram acima do limite ao longo do ano, fecharam 2016 representando 45,5% das receitas.

    O resultado foi possível porque o Executivo excluiu do cálculo da folha as despesas com pessoal da Defensoria Pública e com o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF). Ou seja, os gastos continuam a existir, mas estão contabilizados em outra classificação (rubrica).

    Em 2015, o governo já havia feito uma manobra semelhante, quando excluiu verbas indenizatórias e ajudas de custo da conta. “Embora tenhamos conseguido chegar ao limite prudencial, essas duas despesas continuam a existir e a consumir recursos, o que exige austeridade nas despesas”, observou Gustavo de Oliveira, secretário de Estado de Fazenda (Sefaz). Segundo ele, as projeções alertam para o risco de Mato Grosso voltar a extrapolar o teto de gastos com pessoal ainda neste ano.

    Esse tipo de adequação é chamada de “contabilidade criativa” porque faz ajustes no balanço fiscal do governo, sem alterar a destinação real dos recursos. Segundo a Sefaz, o ajuste foi feito com autorização do Tribunal de Contas do Estado (TCE), por meio de Nota Técnica, depois consulta feita pelo Poder Executivo.

    A receita corrente líquida foi de R$ 12,477 bilhões em 2016, enquanto a despesa com pessoal somou R$ 5,673 bilhão, chegando a 45,5% – o que extrapola o limite prudencial, mas não ultrapassa o teto permitido. Todos os poderes somados atingiram o percentual de 56,41%, ficando dentro do limite prudencial de 57%. O limite máximo para gastos com pessoal de todos os poderes juntos é de 60%.

    COMENTÁRIOS

    Deixe um comentário

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Bombeiros fazem simulação de resgate em veículo submerso na ponte Mário Andreazza
    Prefeitura aposta em embelezamento urbano para fomentar o comércio e o turismo
    Comércio e bancos não vão emendar o feriadão; veja o que abre e o que fecha
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    Zeca Viana acusa deputados de receberem propina para acabar com as CPIs sobre sonegação
    Promotora de Justiça diz que defensor não é homem e pode ser afastada do cargo
    Botelho arquiva pedido de afastamento do governador Pedro Taques
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Zeca Viana acusa deputados de receberem propina para acabar com as CPIs sobre sonegação
    Leilão Nelore Água Fria em Marabá oferta 100 touros PO e 5 mil bezerros
    Tereza Cristina tem encontro com Bolsonaro e almoço com deputados
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Japonês paga R$ 65 mil por cerimônia de casamento com um holograma
    Festival de cinema traz a Cuiabá sete clássicos do terror japonês em novembro
    Papai Noel Pantaneiro chega ao 3 Américas neste domingo em “parada natalina”
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Lula presta depoimento em Curitiba no processo do sítio de Atibaia
    Bolsonaro se reúne hoje com Maia, embaixadores e governadores
    Em reunião com Bolsonaro, Mauro Mendes planeja pedir mais recursos para MT
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Últimos dias para inscrição em concurso com salário de até R$ 18 mil; veja oportunidades
    Concurso público: MT tem mais de duas mil vagas; salários chegam a R$ 18 mil
    Termina neste domingo inscrição para concurso da Prefeitura; salários chegam a R$ 5 mil
    X